Terça-Feira, 26 de Janeiro de 2021
Ilha da " Magia " e coliformes fecais
Ministério Público de Santa Catarina cobra medidas urgentes sobre grave situação de Estações de Tratamento de Esgoto na Capital- A Ilha da "Magia"
17/01/2014 | 14:16
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

A Estação de Tratamento de Esgoto- ETE em Florianópolis, SC, localizada dentro da parte insular, logo na entrada da Ilha, centro, poderá sofrer um grave acidente ambiental. O tanque de acareação está com sérias avarias e um outro sequer está operando.

 

Com isto, comprometem o trabalho de tratamento dos dejetos fecais lançados por mais de 150 mil habitantes da Ilha. Uma outra estação semelhante instalada na região Norte da Ilha da "Magia", está localizada numa área de unidade de preservação e nunca poderia estar ali presente. Esta estação funciona sem licença de operação por parte da FATMA - Fundação de Amparo e Tecnologia de Meio Ambiente.

 

Ilha da "Magia" com praias poluídas e dejetos fecais inundam

A Casan- orgão responsável pelo abastecimento da água à população de Florianópolis,SC, capta água do aqüífero da região Norte de Florianópolis a fim de atender a demanda do abastecimento na Barra da Lagoa; Ingleses e no bairro Rio Vermelho- todos nesta região norte da Ilha. Como não há um pleno tratamento desta água, o risco à quem consome é de sofrer doenças provenientes de coliformes fecais (fezes humanas); além de outros agentes que poderão provocar uma série de infecções no corpo humano.

 

O Ministério Público de Santa Catarina, deu prazo para a Casan providenciar a regularização de todos os itens analisados e que apresentam irregularidades e, não havendo neste prazo regularização dos graves problemas atualmente constatados pelo MP/SC;haverão multas consideráveis diárias à Casan. O convênio entre a prefeitura de Florianópolis e a Casan existentes desde a década de 70, corre risco de ser suspenso e à partir daí, os serviços serem municipalizados.



Não é só água chegando ao pescoço, porém, coliformes fecais

Enquanto isto, a parte considerada inteligente para soluções dos problemas como dos órgãos ambientais responsáveis e de fiscalização, provam diante desta triste realidade o quanto há de incompetência administrativa pública em Santa Catarina.

 

A série de casos de corrupção; desvios de recursos públicos, servidores públicos fantasmas; aposentadorias fraudulentas; algumas Ongs com processos na Justiça por graves irregularidades; processos judiciais tramitando no MP/SC relacionados à uma série de investigações sobre denúncias de corrupção e outras irregularidades administrativas e que se arrastam há anos sem soluções; provocam uma verdadeira frustração por parte da grande maioria da sociedade catarinense, especialmente com a classe política.

 

Afinal, quantos gestores já passaram pelo poder administrativo do Estado e de municípios e os graves problemas continuam sem soluções. Ou o povo está dormente ou quem está muito acordado são os que deveriam resolver os problemas para a sociedade, mas que sequer consequem contorná-los devidamente.

 

É na área da Saúde; Educação; Segurança Pública; e na própria administração dos serviços públicos em si, ou seja, as gestões públicas no país está um caos. Ainda dá tempo de salvar a Ilha da "Magia". Continuando como está, não levará alguns anos para surgir anúncios clamando para turistas visitar a " Ilha da M.... pura !

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2021 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar