Domingo, 22 de Outubro de 2017
Lages (SC) passa por uma situação difícil devido à chuva
Lages (SC) e outras regiões de estado também sofrem com intensidade das chuvas
06/06/2017 | 2:18
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Nos últimos 14 dias a precipitação em Lages (SC), foi de 406 milímetros - o equivalente a mais de 3 meses. O último registro de tanta chuva seguida de enchente, em Lages, (SC), nessas proporções, ocorreu em 2011. Outra enchente, porém, bem menor, aconteceu em 2014. A de agora está muito perto de se tornar uma das maiores dos últimos anos. A previsão de bastante chuva se confirmou, e começou na sábado, 27 de maio, por volta das 17 horas, parando só na quinta-feira (1/06), à tarde. Infelizmente, a trégua durou apenas dois dias. Neste último domingo, também confirmando as previsões, a chuva voltou ainda mais forte, alcançando nas últimas 24 horas, 170 mm. É tanta água que, para se ter ideia, nos últimos 14 dias a precipitação atingiu 406 mm, o equivalente a mais de 3 meses. Sem alternativa, o Município decretou na última quinta-feira, 1, Situação de Emergência. Outras regiões de Santa Catarina também estão sofrendo as consequências desta intensidade maior de chuvas nesta época do ano. Em Rio do Sul, a situação é preocupante com alagamentos em regiões do centro da cidade.

 

Nos poucos dias em que a chuva parou na região de Lages (SC); equipes de manutenção das Secretarias de Serviços Públicos e Meio Ambiente, Planejamento e Obras, e da Agricultura e Pesca imediatamente foram a campo para executar reparos emergenciais. Por outro lado, conforme registros na Defesa Civil, a enchente atinge fortemente as bacias do Rio Caveiras, do Rio Carahá e do Ponte Grande, deixando pelo menos 12 bairros afetados. Sendo que três em estado mais crítico: Várzea, Habitação e Caça e Tiro. Estes, estão praticamente sob as águas, No geral a chuva está afetando mais de 6 mil pessoas. Para abrigar os mais atingidos, o Município de Lages disponibilizou sete abrigos, que atendem no momento 217 pessoas.

 

Entre as ações das equipes da Defesa Civil e de voluntários, está sendo dada enorme atenção a todas as chamadas. As famílias atingidas estão passando por cadastramento, para que possam receber kits de limpeza, e demais doações como alimentos, roupas, higiene pessoal, roupas de cama, etc. O apoio, além dos voluntários também vem dos alunos do Curso de Formação de Soldados da Polícia Militar, da Polícia Ambiental, do Corpo de Bombeiros, da 5ª Companhia Aérea da Polícia Militar, através do helicóptero, além do Exército (Batalhão Ferroviário). Há também distribuição de lonas.

 

Nesta segunda-feira,05, o Ginásio Jones Minosso, no Bairro Universitário , em Lages (SC), passou a concentrar o depósito das doações. Mais de 10 toneladas de alimentos não perecíveis e roupas diversas, incluindo colchões, cobertores e acolchoados estão sendo organizados, e deverão ser disponibilizados aos atingidos o mais breve possível. Além do Ginásio Ivo Silveira, as doações continuam sendo recebidas junto à Defesa Civil, Bombeiros, Polícia Militar, Prefeitura e em diversos postos. Entidades como o SESC, CDL e Banco da Família, também estão engajadas e trabalhando no recolhimento de doações para as famílias desabrigadas em Lages.

 

 

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2017 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar