Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017
Ex- vice-presidente da CEF mantinha R$ 51 milhões em "Bunker"
O mafioso do PMDB Geddel Quadros Vieira Lima que foi ex-ministro no governo Dilma (PT) e de Temer (PMDB), mantinha R$ 51 milhões num "Bunker", em Salvador
06/09/2017 | 14:08
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

O mafioso e ladrão de dinheiro público que chegou a ser ministro no governo de Dilma Rousseff (PT) e no atual do governo Michel Temer (PMDB), Geddel Quadros Vieira Lima (PMDB), que teve cinco mandatos como deputado federal pelo PMDB da Bahia; mantinha R$ 51 milhões - isto mesmo: R$ 51 milhões escondido num "Bunker", em Salvador.

 

A Polícia Federal descobriu a grana roubada dos cofres públicos escondida num apartamento localizado na Rua: José da Silva Azi, no bairro da Graça, em Salvador (BA). O dinheiro segundo investigações da Polícia federal pertence ao ex-presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Geddel Quadros Vieira Lima (PMDB), que esteve no cargo na CEF no período de 2011 a 2013. O corrupto Geddel Quadros Viera Lima (PMDB), é uma das lideranças expressivas peemedebistas e de confiança política dos governos Dilma Rousseff (PT) e agora de Michel Temer (PMDB).

 

A quadrilha está respondendo vários processos na Justiça por práticas de corrupção ; formação de quadrilha; desvios financeiros milionários aos paraísos fiscais; dentre outros crimes como formação de organização criminosa. Muitas agências da caixa Econômica Federal espalhada no Brasil e até no exterior não possuem tal volume de dinheiro.

 

Maior volume de dinheiro já encontrado pela PF nas mãos de ladrão político brasileiro

A Polícia Federal descobriu este montante de dinheiro em cédulas durante investigações que culminou com a chegada a um dos apartamentos no bairro da Graça, em Salvador (BA), durante a manhã da última terça-feira (5). Foram mais de 14 horas contando o dinheiro até chegar ao total de R$ 51 milhões. A operação da Polícia Federal foi denominada de " Tesouro Perdido". Geddel Quadros Viera Lima chegou a ser preso no dia 3 de julho deste ano durante as investigações da Operação Greenfield. Foi solto em seguida para responder o processo na Justiça.

 

Como na Bahia ainda por motivos estranhos não existem tornozeleiras eletrônicas para manter a vigilância 24 horas por dia deste mafioso e corrupto que é um dos aliados de governos mais mafiosos registrados na história brasileira. Certamente, a partir deste novo fato o corrupto Geddel Quadros Vieira Lima deverá parar na prisão assim como muitos de seus correligionários e aliados políticos como do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB); o ex-presidente da Câmara Federal Eduardo Cunha (PMDB), e muitos outros mafiosos, ladrões do dinheiro público deste país - dinheiro do povo trabalhador que duramente dedica-se para ganhar o pão de cada dia.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2017 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar