Segunda-Feira, 28 de Maio de 2018
Fim do Foro Privilegiado com dias contados. Máfia ficará sem imunidade
E presidente Michel Temer (MDB), reúne-se sem agenda oficial com ministro do STF Gilmar Mendes. Assuntos públicos tratado a quatro paredes sem transparência
26/04/2018 | 6:19
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Faltando menos de uma semana para que o Supremo Tribunal Federal (STF), defina se acaba ou não de vez com o Foro Privilegiado - criado por políticos para autoproteção contra práticas de delitos; o presidente da República Michel Temer (MDB), recebe no Palácio do jaburu o ministro do STF Gilmar Mendes. Sem agenda oficial o encontro de Temer e Mendes não é o primeiro fora da agenda. Outros destes encontros não oficiais para tratar assuntos sabe lá do quê, já fez parte em outras ocasiões. Exemplo disto em agosto de 2017.

 

Se o assunto é do interesse do povo brasileiro, portanto, a transparência é mais do que necessária nestes casos específicos como do tema citado pelo ministro do STF Gilmar Mendes de que neste ocorrido na noite de terça-feira (24), entre ele e Michel Temer (MDB), foi para discutir o semi-presidencialismo.

 

Ora bolas, convenhamos: se tal assunto é relevante para a Nação brasileira tal por quê não poderia constar da agenda. E este assunto de interesse amplo da sociedade brasileira deve e merece ser discutido numa agenda ampla com diversos representantes da sociedade deste país e não unica e exclusivamente por apenas duas pessoas. O Brasil não é um regime de ditadura.

 

Não é um país com regime em que apenas duas pessoas direcionam os interesses coletivos de mais de 200 milhões de pessoas. O Fim do Foro privilegiado deverá ser votado no dia 2 de maio próximo. 11 ministros do STF já decidiram por acabar com o Foro privilegiado. faltam dois a votar: Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski. Esperamos que não haja mais retardamento desta votação. Democracia é para ser exercida e respeitada.

 

Não é o que vem sendo dado como exemplos dentro do meio político nacional onde mafiosos atuam em quadrilhas roubando bilhões dos cofres público em conluio até com suspeitas de vários membros dentro do próprio Judiciário deste país e de outros segmentos da sociedade civil organizada.

 

Afinal, conceder habeas corpus para corruptos e mafiosos, soltura da prisão em regime fechado para prisão domiciliar em que mafiosos vão para suas mansões; realizar vários pedidos de vistas em processos com unica finalidade de retardar e fazer adiamento propositado para dar mais tempo e que mafiosos alcancem a prescrição de seus crimes cometidos com a roubalheira milionária dos cofres públicos; dentre outras benesses jurídicas neste emaranhado jurídico feito por boa parte de mafiosos ao longo de décadas; levará o Brasil e seu povo a afundar ainda mais a crise em que encontra-se esta Nação. Lamentável mais este encontro a quatro paredes entre Michel Temer e Gilmar mendes.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2018 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar