Domingo, 21 de Outubro de 2018
MPF denuncia mafioso considerado operador do PSDB em São Paulo e outras 32 pessoas por cartel e obras do Rodoanel
MPF denunciou suposto operador do PSDB e outras 32 pessoas no esquema do Rodoanel, em São Paulo (SP)
05/08/2018 | 13:21
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

O Ministério Público Federal (MPF), denunciou na sexta-feira (3), o ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza, (Paulo Preto), além de outras 32 pessoas que formavam, segundo denúncias perante investigações realizadas pela Polícia Federal e Ministério Público Federal, um cartel em diversas construtoras com aval de agentes públicos e cujo maior objetivo visava eliminar a concorrência em grandes obras como do trecho Sul do Rodoanel, em São Paulo (SP).

 

Além desta vultuosa obra envolvendo centenas de milhões; outras grandes obras também do Programa de Desenvolvimento do Sistema Viário Metropolitano; faziam parte do esquema criminoso no estado de São Paulo. Segundo as investigações o ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, é apontado como suposto operador financeiro do PSDB e chegou a ser preso pela Polícia Federal; porém, em seguida o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, que assim como fez com dezenas de outras mafiosos e corruptos; determinou a soltura.

 

Agora, diante desta nova decisão do MPF, o ex-diretor da Dera Paulo Vieira de Souza, ( Paulo preto ), corre grande risco de voltar à prisão juntamente com mais outras 32 pessoas denunciadas neste esquema criminoso na formação de cartel O cartel foi revelado durante depoimentos à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal na Lava Jato através de oito executivos da empreiteira Odebrecht e que envolvem ainda outras grandes empreiteiras: Andrade Gutierrez; OAS; Camargo Corrêa e Queiroz Galvão. O esquema de formação de cartel segundo estas investigações da PF e do MPF teve início em 2014.

 

O Estado de São Paulo, sofreu nestas últimas décadas um voraz saque bilionário dos cofres públicos e praticados por quadrilhas como demonstraram muitas das investigações até hoje realizadas. Políticos envolvidos neste esquema criminoso como o então deputado federal preso pela Polícia Federal Paulo Maluf (PP), - considerado um dos principais líderes políticos do Partido Progressista e de outras siglas anteriores a desta que originou na formação do PP, em São Paulo.

 

Agora, mais recentemente passou por situações também envolvendo alguns líderes do PT que administraram a cidade de São Paulo e mais recentemente lideranças ligadas ao PSDB ; como neste caso do Rodoanel e das linhas de metrô sob amplas investigações realizadas pela Polícia Federal e Ministério Público Federal.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2018 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar