Sábado, 17 de Novembro de 2018
STF sendo feito de gato e sapato, literalmente, diante de novos pedidos por liberdade do mafioso Lula (PT)
Ministro do STF Ricardo Lewandowski, liberou novo recurso de Lula (PT) por liberdade. Um outro destes pedidos teve 7 votos a 1 pela manutenção de Lula na prisão
28/09/2018 | 0:48
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Literalmente o Supremo Tribunal Federal (STF) tem sofrido espécie de gato e sapato diante das seguidas tentativas frustradas em tirar o mafioso e corrupto presidiário ex-presidente da República Luís Inácio lula da Silva (PT), da prisão. Lula está numa das celas no presídio federal em Curitiba (PR), já alguns meses detido por crimes de corrupção; lavagem de dinheiro no caso do Triplex do Guarujá, em São Paulo. Lula responde a outros vários processos na Justiça Federal.

 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, liberou na quinta-feira (27), novo recurso de Lula por liberdade. No caso anterior semelhante a votação dos ministros do STF foi de 7 votos a um contrários a liberdade do mafioso e corrupto Lula (PT). Em junho deste ano o ministro relator do caso no STF Edson Fachin, havia liberado pedido de liberdade de Lula encaminhando-o ao plenário do STF para que fosse então julgado sendo 7 votos a 1 esta votação relacionada ao primeiro pedido da defesa de Lula (PT).

 

Diante de uma legislação fragilizada onde há brechas para favorecer corruptos e mafiosos como se tem manifestado diante de várias decisões de alguns dos ministros do STF concedendo habeas corpus para vários destes corruptos e mafiosos que saquearam os cofres públicos do país; subtraindo centenas de bilhões seja em forma de propinas; Caixa 2 de campanhas políticas; superfaturamentos em obras, serviços e consultorias públicas; aditivos em obras superfaturadas; lavagem de dinheiro; formação de quadrilhas; então mostra-se desta forma o quanto a sociedade brasileira vem sofrendo há décadas diante desta vergonhosa prática nociva ao povo brasileiro em sua grande maioria. Mas, segundo manifestou o ministro Lewandowski à Imprensa não será votado em setembro este novo pedido da defesa de Lula.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2018 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar