Terça-Feira, 25 de Junho de 2019
Quais interesses por detrás da falta de ações práticas, efetivas na solução da mobilidade em Florianópolis; São José; Palhoça e Biguaçú (SC) ?
Imobilidade na solução prática e efetiva para a mobilidade urbana na região da Grande Florianópolis (SC). Quais interesses escusos para tal falta de soluções ?
23/11/2018 | 14:07
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Que existem alguns tipos de interesses contrários para que haja solução ao grave problema da mobilidade urbana na região da Grande Florianópolis (SC), existem. Agora, precisa de fato ser investigado profundamente quais seriam estes entraves que parecem de fato existirem, pois há décadas o problema se arrasta e não há nenhuma solução prática, efetiva, que possibilite de vez a solução para evitar os cotidianos engarrafamentos no trânsito em várias avenidas e principais acessos, especialmente para a Ilha da "Magia"- Ilha de Florianópolis (SC).

 

A restauração da Ponte Hercílio Luz com mais de 36 anos na espera desta restauração e com um consumo de quase R$ 1 bilhão - isto mesmo: quase R$ 1 bilhão aplicados no ferro velho sobre o mar e que até hoje não ocorrera tal complementação desta restauração. Tanto é que um vereador de Florianópolis, pede uma investigação profunda por parte da Polícia Federal e até uma auditoria externa, independente para apurar onde foram parar tanto dinheiro.

 

Além desta vergonha relacionada à velha ponte Hercílio Luz, surge recentemente o revés com a retirada na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina- Alesc, do projeto que proporcionaria condições para que a Superintendência da Região Metropolitana ( Suderf ) - extinta nesta semana; poder realizar convênios com as prefeituras desta região que sofre diante do intenso movimento de trânsito, especialmente durante a temporada.

 

Na região de acesso ao Sul da Ilha, no contorno viário no Campeche e Rio Tavares onde está sendo realizado obras; o problema é extremamente grave e que chega a irritar muitos motoristas que por ali trafegam com seus veículos diante de demora e espera prolongada face aos congestionamentos do trânsito. O acesso ao Aeroporto Hercílio Luz, região Sul da Ilha também carece de solução com ampliação do acesso viário num dos trechos.

 

E assim, nada de solução rápida e eficiente. Entraves também no contorno viário na rodovia BR-101 entre Biguaçú e Palhoça -num trecho de cerca de 45 quilômetros da nova via. E assim, a demora para a efetiva solução visando dar melhorias na mobilidade na região da Grande Florianópolis (SC), continua, infelizmente. Algo muito estranho está por detrás de tudo isto.

 

É preciso uma profunda investigação independente de setores diretamente envolvidos nestes projetos que levam décadas e décadas para chegar a um denominador comum. Ou seja: solução e quando alcança a conclusão, devido a demora de longos anos, o problema novamente ressurge e com maior intensidade - aumento populacional, aumento de número de veículos e caminhões; ônibus rodando esta região e volta toda a discussão temática.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2019 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar