Terça-Feira, 20 de Agosto de 2019
Brasil precisa justiça rigorosa e não facilitação à máfia. Crimes iguais as tragédias em Brumadinho e Mariana (MG); não é mais possível ocorrer
28/01/2019 | 9:49
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Chega ! O Brasil, a grande maioria do povo brasileiro já não admite mais crimes como aos ocorridos com tragédias registradas em Mariana e Brumadinho (MG), quando dezenas de pessoas perdem suas vidas, provocando uma dor profunda para familiares e amigos destas vítimas e também dos prejuízos ambientais incalculáveis.

 

É hora do Brasil reagir quanto à cobrança rigorosa por parte especialmente dos órgãos públicos responsáveis na fiscalização e liberação para que empresas que atuam neste setor de exploração de minérios e de hidrelétricas por todo o país, cumpram devidamente os protocolos destas áreas e que hoje demonstram plenamente estarem fragilizados e recheados de vícios e mais ainda: facilitando desta forma com as mazelas exploratórias deste setor da economia nacional.

 

É inaceitável tragédias como a que estão ocorrendo no Brasil matando centenas de pessoas e provocando danos irreparáveis ao nosso meio ambiente

Há supostos indícios de conluios envolvendo muitos políticos corruptos e mafiosos; diversos técnicos de atuação nas áreas ambientais de vários órgãos públicos (municipais, estaduais e federal), envolvidos na facilitação de atuação de empresas como da Vale na área de mineração em todo o país, especialmente nas regiões como de Minas Gerais; Mato Grosso, Amazonas e Pará onde concentram-se a grande maioria de barragens no país.

 

Há portanto, necessidade de uma profunda e ampla investigação para verificar onde encontram-se as falhas e que comprometem estas obras que geram tragédias desta dimensão como ocorrida no último dia 25, em Brumadinho (MG). 287 pessoas continuam desaparecidas diante desta tragédia que chocou o Brasil e o restante do mundo. Vida não tem preço.

 

Prevenção à vida é fundamental. Não há como admitir a existência de um refeitório no pé de uma barragem como a que havia em Brumadinho (MG), e que rompeu na sexta-feira (25), provocando a morte de cerca de 300 pessoas e deixando um rastro de destruição por onde está passando a onda de rejeitos de ferro da barragem da mineradora da Vale. A Justiça brasileira deve sim dar uma resposta rápida ao povo brasileiro e ao mundo sobre esta tragédia.

 

O Senado Federal deixou passar no ano passado de dar um passo significativo para aprimorar a fiscalização sobre obras de barragens. Não deu. Pelo contrário, foi omisso e deixou de fazer o que deveria ser o papel deste Senado Federal já historicamente recheado de mafiosos envolvidos em escândalos de corrupção. No aspecto estadual de Minas Gerais, certamente também ocorreu algo semelhante na questão fiscalizatória e de maior rigor no aspecto de prevenção à tragédias como a que ocorreu em Brumainho (MG).

 

Mas, também sequer ocorreu. pelo contrário: há suspeitas de facilitações de órgãos ambientais mineiros. Portanto, também o governo federal e seus órgãos de competência que tinham a missão de fiscalizar estas obras; da mesma forma; falharam e continuam mantendo-se fragilizados neste trabalho preventivo a tragédias em barragens, seja de mineração ou hidrelétricas. Desta forma, é chegada a hora do Brasil, do povo brasileiro cobrar soluções ou o páis e o restante do mundo vão infelizmente ver novas e mais novas tragédias similares pelo país afora. É preciso conter a máfia que enrique as custas de vidas e sacrifícios diante destas tragédias.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2019 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar