Domingo, 19 de Maio de 2019
Cortes de recursos na Educação e de outras áreas são reflexos da roubalheira que governos mafiosos fizeram nos cofres públicos do Brasil
Brasil no fundo do poço na pior crise da história deste país. Governos mafiosos deixaram maldita herança devido a roubalheira nos cofres públicos
08/05/2019 | 12:39
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Sem revelar a magnitude, amplitude dos rombos nos cofres públicos que quadrilhas de políticos fizeram ao longo de décadas nos cofres públicos no Brasil a situação já demonstrada pela maioria das condições financeiras estaduais e municipais, além da esfera do governo federal, mostra claramente que há algo além das fronteiras políticas- administrativas.

 

Ou seja: a roubalheira de centenas de bilhões dos cofres públicos deste país ao longo de pelo menos dos últimos 40 anos é avassalador. Em nenhum governo federal antes de assumir Jair Bolsonaro (PSL), houve a tentativa de frear tanto a corrupção no Brasil e de combater também a má aplicação dos recursos públicos. Organizações criminosas em conluio com mafiosos infiltrados nos mais diversos segmentos da sociedade brasileira; juntos provocaram o que é de pior em termos de corno de Jair Bolsonaro (PSL), não viu outra alternativa de não ser segurar por um período breve a sangria dos cofres públicos, reduzindo a liberação dos recursos financeiros.

 

Obviamente, que reduzir ou mesmo cortar recursos de orçamento especialmente nas áreas da Educação e Saúde neste momento que atravessa o Brasil; não é o caminho adequado. Porém, há de ressaltar que é prioridade nestes primeiros meses de novo governo, avaliar toda a ordem de aplicação dos recursos financeiros federal e em todas as áreas.

 

Assim, poderá em seguida e o mais breve possível o governo federal retomar a liberação de recursos financeiros diante das reais necessidades de todas as áreas: saúde; educação; segurança pública; habitação; desenvolvimento social e econômico. Se o Brasil chegou ao fundo do poço com esta crise, quem a gerou foram governos mafiosos e corruptos desde a gestão de Collor; Sarney; Fernando Henrique Cardoso; Lula; Dilma e Michel Temer.

 

Somente nestes governos dá para ter-se a dimensão do que o Brasil foi verdadeiramente saqueado nos cofres públicos. Os paraísos fiscais em que várias investigações realizadas mais recentemente por si só já demonstram o quanto a máfia no Brasil buscou refúgios fiscais e financeiros de dinheiro desviados por quadrilhas dentro destes governos. Além disto, estão a série de investigações realizadas dentro do Brasil pela Polícia Federal e Ministério Público Federal onde são milhares de processos contra corruptos e mafiosos que desviaram; roubaram dinheiro dos cofres públicos- dinheiro que é de todos os cidadãos deste país.

 

Portanto, se há agora uma espécie de freio nos gastos públicos em todo o Brasil, deve-se necessariamente a atender a real situação financeira do governo federal que pretende certamente corrigir o que antes era algo assustador em termos de liberação dos recursos públicos. Algumas medidas são necessárias em termos de administração pública quando a situação é caótica como a do Brasil. Mas, culpar somente o bando, as quadrilhas que geriram dinheiro público desviando centenas de bilhões dos cofres públicos ainda é pouco: deve-se levar todos os culpados desta roubalheira de dinheiro público para a prisão.

 

Poucos foram parar na prisão até hoje. Poucos, diante da amplitude de processos que ainda tramitam na esfera do Judiciário em todo o Brasil. Para que haja mais investimentos de recursos públicos e que realmente são necessários e urgentes desde a Educação; Saúde; Segurança Pública; Habitação; Desenvolvimento Social e Econômico para gerar mais empregos; é preciso que a Justiça Federal retenha todos os bens de quadrilhas e mafiosos; corruptos; e fazer com que o máximo se não todo o dinheiro roubado sejam devolvidos o mais breve possível aos cofres públicos deste país. E mais ainda: fazer com que daqui em diante não haja desperdícios de dinheiro público. Acabar com as mazelas, penduricalhos; benefícios exacebados existentes e que provocam a sangria nos cofres públicos deste país chamado Brasil.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2019 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar