Segunda-Feira, 01 de Junho de 2020
Bolsonaro ironiza em plena pandemia: " Quem é da direita toma cloroquina. Quem for de esquerda toma tubaína ". E Centrão ? certamente leva cargos
Bolsonaro ironiza em plena pandemia da Covid-19. Da direita " toma cloroquina ..."; " ..da esquerda, toma tubaína..". E Centrão ? Certamente leva cargos
21/05/2020 | 22:25
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

O presidente da República mais parece o palhaço Tiririca no palco do que um representante de mais de 220 milhões de brasileiros. Ao ironizar, fazer piada em plena pandemia da Covid-19 quando mais de 19.000 pessoas já morreram no Brasil devido esta grave doença; sendo que outras mais de 276.000 pessoas também sofreram o contágio da Covid-19; Jair Bolsonaro, ao referir-se ao medicamento da cloroquina para uso no combate a Covid-19, disse que " quem for da direita toma cloroquina.. quem for de esquerda toma tubaína..", - cujo produto é um tipo de refrigerante popular consumido mais na região do interior de São Paulo. E Bolsonaro esqueceu do centrão em que os cargos dentro do seu governo estão sendo ocupados por alguns mafiosos, corruptos que respondem a vários processos na esfera federal, seja por corrupção ou por propinas milionárias, além de lavagem de dinheiro e até formação de organização criminosa.

 

Cloroquina não combate a Covid-19 e possui elevados riscos colateriais

São com estes vários ocupantes de cargos concedidos pelo presidente Jair Bolsonaro com que o povo brasileiro poderá sofrer ainda mais diante da falta de recursos financeiros para atender as urgentes demandas na área da Saúde devido à pandemia do novo coronavírus Covid-19. Piada de mau gosto proferida publicamente pelo presidente Jair Bolsonaro que ao defender o uso da cloroquina; sequer ele menciona que este medicamento não está reconhecido pela comunidade científica de Saúde como sendo eficiente e seguro para combater o novo coronavírus Covid-19. Tanto é que o Ministério da Saúde ao alterar o protocolo autorizando o uso da cloroquina ao combate da Covid-19; exige que o paciente assine um documento autorizando o uso da cloroquina e submetendo-se aos sérios riscos colaterais diante ao uso da cloroquina.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2020 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar