Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020
Barbárie de seguranças de Carrefour em Porto Alegre (RS), provoca morte de cliente e choca o mundo
20/11/2020 | 18:26
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

As agressões  com espancamentos praticadas por dois seguranças do Carrefour na noite de quinta-feira (19), contra o cliente João Alberto Silveira Freitas, 40 anos, e cujas agressões foram gravadas em vídeo e estão repercutindo em redes sociais chocando novamente o mundo diante da brutalidade praticada contra um homem negro, relembra o recente caso da morte do negro norte americano Floyd - agredido e morto por policiais dos Estados Unidos. A esposa da vítima Milena Borges Alves, durante entrevista a Rádio Gaúcha, relatou nesta entrevista que ela e o marido foram ao Carrefour realizar compras e que percebera que o marido foi deslocando-se em direção ao estacionamento que fica no piso inferior do estabelecimento comercial e que viu que ele chegou a fazer um gesto para ela e que imaginara de que ele, o marido estivesse "brincando ".

 

" Quando cheguei lá embaixo, ele já estava imobilizado", contou a esposa da vítima. Segundo ela, ainda tentou aproximar-se do marido que estava sendo agredido brutalmente e caído no chão e chegou a pedir-lhe por ajuda: " Me ajuda, Milena ", disse João Alberto Silveira Freitas.  A barbárie diante das cenas mostradas em vídeo nas redes sociais são chocantes e mostra o grau de brutalidade praticada pelos dois seguranças  do Carrefour em Porto Alegre (RS). Uma funcionária deste estabelecimento comercial ainda tentou impedir a gravação da filmagem que estava sendo realizada por uma das pessoas ali presentes. A dupla de agressores foi presa e pode responder por homicídio qualificado. Uma equipe de socorristas foi chamada ao local, mas infelizmente não conseguiram salvar a vida de João Alberto Silveira Freitas. A vítima levou vários socos na cabeça mesmo caída no piso do estabelecimento do Carrefour, sem mínimas condições de defender-se das severas agressões físicas e psicológicas ali praticadas pelos dois seguranças. A Polícia investiga o caso.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2020 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar