Quinta-feira, 23 de Maio de 2019
Eleições 2014 e desafios em SC
Aliança que elegeu Colombo Governador pode mudar ou não ? Eis a questão.
07/08/2013 | 12:14
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

O Governador de Santa Catarina Raimundo Colombo (PSD), elegeu-se com o apoio do PMDB e PSDB, ou seja, pela chamada "Tríplice Aliança". Aliança esta que vem sendo mantida desde a primeira gestão do então Governador e hoje Senador Luiz Henrique da Silveira (PMDB). Mas, o que deverá mudar em 2014?

 

Apenas Colombo trocando o apoio do PSDB que havia indicado Pavan ao Senado e Paulo Bauer também ao Senado pelo PT-Partido dos Trabalhadores. O PT deverá estar ao lado apoiando a reeleição de Raimundo Colombo, com um nome petista disputando o Senado. Ou então; ocupando a indicação de um nome à Vice de Colombo e o PMDB; sim concorrendo ao Senado novamente.

 

O PSDB está fora praticamente da "Tríple Aliança" com Paulo Bauer concorrendo ao Governo do Estado. Aliás, seria o fato novo da eleição em 2014. O PSDB com o PP formando juntamente com outras pequenas siglas uma oposição ao Governo de Colombo (PSD). O PSDB tem que oferecer palanque ao seu candidato à Presidência da República Aécio Neves.

 

Apesar das fortes resistências de setores do PT em Santa Catarina querendo concorrer ao Governo do Estado, dificilmente isto poderá acontecer, face que Raimundo Colombo (PSD), deverá apoiar a reeleição de Dilma Rousseff (PT).

 

É a troca deste apoio à sua reeleição ao Governo do Estado. Agora, se Colombo definir por apoiar o governador de Pernambuco que é do PSB na disputa à Presidência da República, aí sim; o PT concorrerá com um candidato ao Governo de Santa Catarina. Portanto, até abril ou maio de 2014, muita água irá rolar por debaixo da ponte, como diz um velho jargão político.

 

Agora, convenhamos eleitores: depois do tamanho das manifestações nas ruas em todo o Brasil, em que o povo demonstrou grande insatisfações com a classe política, seria em 2014 o momento de grandes renovações dos quadros políticos na ocupação de cargos legislativos e executivos, porém, com o atual modelo político, sem profundas reformas, com domínio absoluto das siglas partidárias e com o comando na indicação dos nomes que devem concorrer, continuará certamente predominando velhas raposas no galinheiro e o povo sem muitas opções para renovar com seu voto nas urnas.

 

Mas, certamente, muitas coisas as urnas em 2014 vão mostrar: votos brancos e nulos darão para encher trens com inúmeros vagões deste trilho chamado Brasil.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2019 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar