Sábado, 17 de Novembro de 2018
Água e Azeite juntos em SC. PT e PSD formam aliança
Governador de Santa Catarina Raimundo Colombo (PSD), fecha aliança espúria com o PT. PMDB está praticamente fora
31/01/2015 | 3:50
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Junto e misturado. Em política é e sempre deverá ser assim. Até quando ? Até quando o eleitor deixar de ser uma espécie de máquina de manobra. A aliança fechada nesta semana e como sempre num jantar em comemoração, o governador de Santa Catarina Raimundo Colombo (PSD), antigo militante da Arena e depois PDS, PFL até chegar ao agora PSD, acabou de fechar a aliança com o Partido dos Trabalhadores (PT). Isto mesmo. Com o PT.

 

Justamente o PT que desde sua criação como sigla partidária de defesa da classe trabalhadora deste país; criticara veementemente a corrupção praticada por muitos políticos adversários como de muitos aliados do próprio governador Raimundo Colombo (PSD), que teve já um antecipado elogio da presidente Dilma Rousseff (PT), na véspera da eleição para governo de SC, em pleno palanque eleitoral e deixando muitos petistas com a barba literalmente de molho.

 

Uma aliança política espúria ser observadas as questões de ética e respeito aos fundamentos políticos e ideológicos. Há bem poucos anos atrás Raimundo Colombo e muitos correligionários teciam severas críticas ao governo do PT, mas acaba agora praticando e repetindo exemplo como ao de suas críticas às Secretarias Regionais de Desenvolvimento- SDRs espalhadas em todo o Estado Catarinense quando as denominava antes da sua eleição ao governo: " Cabides de Emprego".

 

Uma forma de criticar o então governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB) e seu aliado na tríplice aliança : PFL, PMDB e PSDB). Um suposto acerto entre Luiz Henrique, (PMDB) Dilma Rousseff (PT e Colombo (PSD), certamente está ligado para fazer também além do aliado PT ao PSD em Santa Catarina fazer chegar Luiz Henrique à presidência do senado. É o tal toma lá dá cá na política brasileira.

 

Jantar famigerado no campo político em Santa Catarina

O jantar na Casa da Agronômica, em Florianópolis,SC, nesta semana, véspera de fim de janeiro; a portas fechadas como sempre; acordos em quatro paredes; presenças além do Governador Colombo; Esperidião Amin (PP), Décio Lima (PT), Pedro Uczai (PT), João Paulo kleinubing (PSD), Carmen Zanotto (PPS), Jorginho Melo (PR), João Rodrigues (PSD) e o prefeito de Florianópolis César Souza (PSD). Com este acordo Colombo amplia apoio ao governo Dilma (PT) e que terá o presidente nacional do PSD Gilberto Kassab no Ministério das Cidades.

 

Com este acordo, o PT de Santa Catarina sepulta definitivamente quaisquer possibilidade de chegar ao poder no Estado diante sua já desintegrada e combalida condições, face à má gestão da presidente Dilma Roussef (PT), numa trajetória das mais desastrosas e corruptas que o Brasil já vivenciou. ou seja, aliando-se aos mais mafiosos grupos políticos como Renan Calheiros; Fernando Collor de Mello; José Sarney; Gilberto kassab; Paulo Maluf e muitos outros políticos envolvidos em escândalos e respondendo processos na Justiça por supostos casos de corrupção e desvio milionários de recursos públicos - dinheiro do contribuinte, ou seja, dinheiro do povo. Teu, nosso dinheiro.

 

Com este acordo, o governador de Santa Catarina Raimundo Colombo (PSD), empurra de vez o PMDB para fora de uma futura aliança, trocando e optando como aliados o PT e o PP . Tanto é que na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina- Alesc, o novo líder do governador Raimundo Colombo é um deputado do Partido Progressista - PP.
Jornalista: Agnaldo Godoy

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2018 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar