Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017
Eleição em SC em 2018 nada vai mudar infelizmente. Veja:
Por Agnaldo Godoy
01/09/2017 | 13:16
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Infelizmente nada deverá mudar quanto ao rumo das eleições para escolha do novo governador do Estado de Santa Catarina. Governos inescrupulosos que há décadas foram destruindo gradativamente as estruturas em áreas essenciais como da Saúde; Segurança Pública e Educação, bem como, das más condições de rodovias estaduais e da falta de projetos importantes que promovam o desenvolvimento social e econômico e sustentável de Santa Catarina.

 

Governantes estaduais que seguiram alianças políticas no âmbito de governos federais corruptos e mafiosos que formaram verdadeiras quadrilhas para roubar dinheiro público como demonstram as mais diversas investigações da Polícia Federal e do Ministério Público Federal ao longo dos últimos 30 anos. São bilhões retirados de forma criminosa dos cofres públicos e tudo para beneficiar vários agentes políticos e comparsas que fazem parte de muitas quadrilhas especializadas e estruturadas para desviar dinheiro público - dinheiro do povo deste país.

 

Assim sendo; muitos partidos político que possuem diversos de seus principais líderes políticos envolvidos em escândalos e processos na Justiça; tentam de toda forma articular composições partidárias para seguir a manutenção do poder administrativo em praticamente em todos os estados da federação. Em Santa Catarina; não é muito diferente esta realidade.

 

Colombo - o "Ovo" da Lava Jato e estratégia política para 2018

Vejamos: o atual governador do Estado de Santa Catarina Raimundo Colombo (PSD)- o " Ovo" da Operação Lava Jato; habilmente busca consolidar uma aliança política principal tendo como aliados ao projeto de disputa nas eleições de 2018 o PSD ao lado do PP e do PSB, sendo que por outro lado mantém aliado em seu atual governo o PSDB e o PMDB - que tem como vice-governador Eduardo Pinho Moreira (PMDB).

 

Portanto, habilmente Colombo possui duas alternativas de poder político estratégico para 2018. Tem o PSD;PP e PSB além de outros partidos menores como possíveis aliados neste projeto eleitoral de 2018 e por outro lado, não sendo vencedor com esta "tríplice" aliança do PSD;PP e PSB, sair igualmente vitorioso tendo também o PSDB e o PMDB com possíveis partidos menores apoiando este projeto destas duas siglas partidárias a fim de novamente aliar-se e seguir apoiando o projeto que por ventura possa ser vitorioso nas urnas em 2018.

 

Sendo assim, resta ao PT buscar alternativas de formar uma terceira via de disputa eleitoral em 2018 em Santa catarina. Fragilizado diante escândalos como do Mensalão- Ação penal-470 e da Operação Lava Jato onde tanto o PT quanto o PMDB; PSDB; PP; PDT;PCdoB; PR; PSB;DEM; PSD e muitos outros partidos estão literalmente atolados na corrupção e com muitos de seus líderes políticos envolvidos em processos na Justiça; terá o PT dificuldade na condução de formação de aglutinação partidárias visando alcançar sucesso nas eleições de 2018.

 

Sobra o quê aos milhões de eleitores em Santa Catarina como opções nas urnas para buscar escolher o novo governador de Santa Catarina ? NENHUMA ! A única, porém, difícil opção na atualidade seria sim haver um nome independente para disputar o governo de Santa catarina em 2018. Mas, isto dependeria de reformas políticas hoje. Hoje ! Sim, reforma política hoje, pois o prazo de quaisquer mudança nas regras políticas eleitorais acabam no final de setembro e ao que tudo indica; nada sairá de novo.

 

Até porque a máfia instalada no Congresso Nacional não possui interesse algum em mudar as regras que os têm favorecido e protegido ao longo de muitas décadas. Então, basicamente ao eleitorado não somente catarinense, porém, de todo o país, não terá muitas opções de construir mudanças efetivas no que diz respeito às representatividades políticas através das urnas - pelo voto. Agora, cabe sim, o povo brasileiro, especialmente o eleitor deste país, observar profundamente antes de votar, ver quem realmente está com quem aliado.

 

Quais projetos, quais compromissos assumidos diante do eleitorado e sobretudo; quais alianças partidárias está afinado o ou os políticos que estarão disputando a eleição de 2018. Afinal, já diz um velho ditado popular: " Diga-me com quem andas e te direis quem és " !

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2017 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar