Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017
Suicídios não são culpa da PF nem do MPF
Na Itália, com a Operação Mão Limpas foram 12 suicídios de 6 mil investigados em corrupção e no Brasil ?
05/10/2017 | 16:29
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Corrupção assim como suicídios não são culpa nem da Polícia Federal (PF), tão pouco do Ministério Público Federal (MPF). É preciso haver uma profunda análise sobre cada caso, cada situação de indivíduos que por ventura estejam sob uma eminente pressão psicológica diante supostas práticas ilícitas em busca de obter dinheiro e enriquecimento ilícito.

 

A corrupção, portanto, possui diversas variantes e vai desde a pequena e aparente inofensiva prática anti ética quanto às piores e degradantes como se tem observado ao longo das últimas três décadas no Brasil. São centenas de bilhões roubados dos cofres públicos federal, estaduais e municipais. Quadrilhas super organizadas; infiltradas em vários órgãos administrativos públicos em conluio com outras quadrilhas parceiras e que atuam paralelamente ocupando cargos estratégicos.

 

Seja na iniciativa privada ou em outros segmentos da sociedade civil organizada e que juntos buscam praticar crimes contra o patrimônio público- contra a grande maioria do povo brasileiro. Na Itália na década de 60 e 70 com a Operação Mãos Limpas, as investigações atingiram mais de 6 mil pessoas em que a maioria foram parar na prisão.

 

Houve naquele período o registro de 12 suicídios de pessoas corruptas envolvidas nestas investigações. Já, no Brasil com a Lava Jato até agora o que se vê notadamente foram prisões de mafiosos e corruptos, sendo alguns deles com prisão domiciliar em mansões particulares e utilizando tornozeleira eletrônica. Nenhum caso de suicídio de envolvidos na Lava Jato por enquanto ocorreu. Poderá ocorrer ? Poderá, mas poderá ser evitado caso haja percepção de que existam manifestações que somente profissionais das áreas da Psicologia, Neurologia e Psiquiatria poderão antever e é preciso sim que se evite este tipo de ocorrência que leva à um sofrimento maior da família e de amigos. A vida em si é o princípio de garantia necessária em quaisquer circunstâncias mesmo diante um quadro de doença crônica, grave, como a de uma situação de investigado em ações da Ministério Público Federal e da Polícia Federal.

 

Agora, convenhamos: atribuir responsabilidades tanto para com a Polícia Federal quanto ao Ministério Público Federal (PF), não é o caminho nem solução aos graves problemas de corrupção que o Brasil enfrenta especialmente na atualidade. A prevenção continua seno ainda um dos melhores remédios.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2017 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar