Quinta-feira, 19 de Abril de 2018
Ativismo social e humanista não morre, vive !
Por Agnaldo Godoy
17/03/2018 | 14:02
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Num país como o Brasil onde as instituições estão mais do que frágeis, ou seja, recheadas por bandidos e mafiosos que em conluio ao longo de décadas com mafiosos do meio político deste país; projetaram a pior das mazelas com caráter profundo de fatores que vão desde o descrédito em si até aos milhões, bilhões roubados dos cofres públicos em detrimento da falta de investimentos financeiros em áreas essenciais como da Saúde; Educação; Segurança Pública; geração de Emprego e Renda que estimula o crescimento e desenvolvimento social e econômico de milhões de cidadãos que vivem à margem da sociedade.

 

São destes fatores de omissão completa e de ineficácia das ações e da falta de projetos de transformação sadia de um país, que a série de agravamentos no dia a dia surgem e permanecem como mostrando que são males que infelizmente não são verdadeiramente almejados de soluções plenas por parte desta sustentação frágil das instituições governamentais deste país chamado: Brasil.

 

Um país que possui mazelas, máfia comandando os principais pilares de instituições públicas, já que fora disto existem também uma gama ampla de agentes corruptos sugando os cofres públicos do Brasil e operações como da Lava Jato; Zelotes; mensalão, dentre centenas, milhares de outras investigações nestes últimos 30 anos; mostraram ao povo brasileiro e ao restante do mundo que o Brasil sofre a pior crise social; econômica; política e institucional - já que quem deveria realmente praticar e zelar por legislação isenta; justa e por políticas públicas verdadeiras e objetivas nas soluções dos graves problemas do Brasil, ao contrário: defendem seus próprios interesses e não os interesses da coletividade, da sociedade como um todo.

 

Isto está representando no Executivo ( municipais; estaduais e federal); Legislativos municipais; estaduais e federal e, portanto, com um Congresso Nacional em que mais de 70% respondem inquéritos e processos judiciais, já diz tudo o que de fato o Brasil está vivenciando principalmente na atualidade.

 

Esta desgraça de atuação da máfia enraizada em praticamente todos os segmentos da sociedade deste país; faz com que as consequências sejam as perdas de vidas, ceifadas de forma cruéis nas ruas; avenidas; praças; agências bancárias; dentro de shoppings; em parques; dentro de ônibus e assim por diante. Sem dúvida; tráfico de drogas; tráfico de armas e munições; tráfico de órgãos humanos; roubalheiras em cofres públicos; assaltos a agências bancárias; assassinatos nos campos pela luta de terra; mortes em presídios superlotados; mortes em hospitais sem mínimas condições de atendimento digno a fim de salvar vidas; falta de medicamentos; falta de leitos e equipamentos de saúde; falta de vacinas; obras públicas milionárias que sequer estão sendo utilizadas mesmo diante haverem já acabadas há meses, anos.

 

Enfim; o Brasil, o povo brasileiro clama por uma justiça plena, digna, eficiente em todos seus aspectos. O povo brasileiro clama por uma política em políticos estejam muito distantes das portas de presídios e não como atualmente estão sendo levados para cumprir pena por corrupção; lavagem de dinheiro; formação de quadrilhas; caixa 2 de campanhas políticas; consultorias superfaturadas e obras superfaturadas milionárias; obras públicas que sequer saíra do papel mas que levaram dos cofres públicos milhões de reais e além das fraudes em licitações, etc.

 

O povo brasileiro em sua grande maioria deve evitar que o voto recai sobre políticos corruptos nestas próximas eleições e não repetir voto como certamente alguns milhares o fizeram por muitas edições durante eleições. Basta ver que muitos políticos mafiosos e que estão envolvidos na corrupção no Brasil; conseguem reeleger-se.

 

Isto significa que no mínimo parte do eleitorado igualmente gosta de agir como um corrupto e manter corrupto em cargos públicos pagos com recursos recolhidos de impostos, taxas públicas; tarifas públicas exorbitantes ( energia elétrica; água e saneamento; coleta d elixo; telefonia), além de preços elevados dos combustíveis e gás de cozinha.

 

Pior ainda: sequer o eleitorado que elegera político mafiosos e corrupto e que vai além de sugar os cofres públicos; abrir portas para outros igualmente mafiosos e formarem verdadeiras quadrilhas que promovem a roubalheiras de bilhões dos cofres públicos deste país. E a Justiça ? Bem, a Justiça dividida, vejamos o exemplo no STF ( Supremo Tribunal Federal ).

 

Parte decide monocraticamente em defesa de corruptos; livrando-os da cadeia. Parte do STJ ( Supremo Tribunal de Justiça ) que deixa por estranhas razões prescrever crimes de corrupção e assim deixando livres boa parte de agentes públicos mafiosos e corruptos. E tem ainda os governos estaduais; municipais; Tribunais de Contas - que faz de contas como do Rio de Janeiro; Mato Grosso e tantos outros estados da federação e que tiveram casos de corrupção

 

. E tem outras instâncias públicas e privadas que juntas formam as chamadas empresas estatais que são uma espécie de caixa preta e que serve para atender interesses escusos, sem um controle social pleno e transparente. Os Fundos de Pensões com rombos bilionários e assim por diante. Isto sem contar as altas tarifas bancárias; falta de servidores em vários órgãos públicos para atender melhor a população. Este retrato visível da realidade do Brasil é que faz com que somados aos atos que estão bem próximos de atos terroristas como aos dos inúmeros assassinatos e chacinas ocorridas no Brasil; formam um quadro que exige tomada de posição e rigor profundo das instituições mesmo que ainda estejam tomadas por boa parcela de infecção internas e que exige uma profilaxia como as que já estão ocorrendo em prol desta consolidação e recuperação de credibilidade e respeito à vida e aos direitos individuais e coletivos da sociedade brasileira. É possível sim crer num Brasil em que o cidadão possa exercer a cidadania plena com paz; trabalho e justiça. Ativismo social e humanista nunca morre, vive !

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2018 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar