Sábado, 18 de Agosto de 2018
Prédio do Congresso Nacional corre risco de contar com ala para políticos presidiários
Por A. Godoy
23/07/2018 | 13:11
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Um projeto desastroso em termos de facilitação para muitos mafiosos e corruptos que exercem mandatos parlamentares corre risco de ser implantado no Brasil. Trata-se de uma ala especial destinada aos políticos presidiários e justamente no prédio que abriga o Congresso Nacional, em Brasília (DF).

 

É só o que falta neste país. O Eixo Monumental passaria a contar com um novo espaço físico justamente no prédio do Congresso Nacional, localizado num dos vértices do triângulo na Praça dos Três Poderes. Afinal, muitos parlamentares corruptos e mafiosos, alguns deles presos em operações realizadas pela Polícia Federal e Ministério Público Federal, haveriam de contar com uma estrutura mais facilitadora a fim de poderem despachar seus atos políticos.

 

Celas bem próximas e bem equipadas com redes de telefonia e internet; salas vip para receber visitas e até assessoria voluntária a fim de prestar serviços à máfia dentro e fora do prédio do Congresso Nacional. Estas condições mais propícias aos mafiosos presos por atos ilícitos tais como: corrupção; propina; caixa dois de campanha política; lavagem de dinheiro, dentre outros crimes políticos- administrativos; possibilitariam, inclusive; aumentar o poder de influência criminosa deste bando de corruptos. Com larga influência dentro de outros poderes constituídos dentro e fora do Supremo Tribunal Federal (STF); e no Supremo Tribunal de Justiça (STJ), dentre outros; por exemplo; os despachos parlamentares dentro desta ala do Congresso Nacional, tanto na Câmara Federal quanto no Senado Federal, poderiam resultar em desastrosos retrocessos ao Brasil.

 

O país correria risco maior de avanços em desvios aos cofres públicos como fazem desde há muitas décadas. Já dentro de presídios muitos corruptos continuam mantendo ligações políticas, pois sequer foram expulsos de seus partidos políticos. Alguns deles até colocando-se à disposição para concorrer nas próximas eleições de outubro deste ano, mesmo sendo um ficha suja.

 

É que a Lei da Ficha Limpa impede que corrupto e mafioso possa concorrer a ocupação de função pública e ou vir disputar uma eleição por um determinado período conforme esta lei eleitoral. Portanto; o Congresso Nacional contando com uma ala destinada para presidiário político é algo que poderá vir ocorrer, caso venha aumentar de forma assustadora o número de parlamentares presos daqui em diante.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2018 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar