Terça-Feira, 26 de Janeiro de 2021
Bolsonaro X Doria : Ozônio no ânus ou a vacina contra a Covid - 19. Eis a questão !
Por A. Godoy
10/12/2020 | 11:57
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

A impressão que nos dá e o que é inaceitável a forma com que o Governo Federal vem tratando a política de saúde no Brasil diante desta profunda crise pandêmica do novo coronavírus Covid-19; é de que a saúde e a vida da população brasileira pouco para o governo importa. O negacionismo desde o início da pandemia da Covid-19 em que o presidente da República Jair Bolsonaro, tratou a forma de caracterizar o vírus da Covid-19 como sendo uma " gripezinha ", e mais besteiras após realizando desfeitas ao uso de máscaras de proteção e prevenção ao novo coronavírus Covid-19, e mais ainda; incentivando aglomerações de pessoas da forma com que ele exemplificava como sendo um líder político nacional; levou de forma indireta ao comprometimento de mais de 178 mil mortes pela Covid-19 e também outros milhões de cidadãos a contraírem a doença infectocontagiosa de alto risco à vida das pessoas. Ou seja, o novo coronavírus Covid-19.

 

Agora, chega ao absurdo de levar o debate desta pandemia da Covid-19 ao tapete político em que tanto o presidente Bolsonaro quanto o governador do Estado de São Paulo João Doria (PSDB), deslumbram sobre a vacina da Covid-19, oportunismo de antecipar o debate da sucessão presidencial em 2022. Ora, vejamos: isto é absurdo ! Repugnante ! Dá a impressão de que um deles e neste caso; Jair Bolsonaro prefere a aplicação retal do ozônio do que o uso da vacina contra o novo coronavírus Covid-19.

 

Aliás, a aplicação retal de ozônio chegou ao cúmulo de ser sugerida pelo prefeito de Itajaí (SC), e que é também médico Volnei Morastoni (MDB), em meados deste ano. A aplicação do ozônio no ânus, sugerida pelo prefeito de Itajaí, chegou a ser amplamente discutida como uma das " opções " e considerada " mais barata " ao tratamento contra a Covid-19. Foi uma derradeira discussão nacional e até internacional. Tal sugestão na época acabou virando meme nas redes sociais. O Conselho Nacional de Medicina (CFM), desaconselhou uso laboratorial da ozonoterapia. Ou seja, não sugere e não defende o uso do ozônio sendo aplicado no ânus como forma prevenção ou da cura da Covid-19. Somente uma vacina e que tenha passado e aprovada por todas as etapas oficiais de regulamentação possa assim ser utilizadas contra o novo coronavírus Covid-19.

 

Mas, no Brasil onde a máfia e a corrupção impera historicamente com desmandos absurdos dos recursos públicos - e foram dezenas de bilhões desviados dos cofres públicos em plena pandemia desta Covid-19 no país, ( basta ver a quantidade de investigações realizadas neste ano pela Polícia Federal; equipes da GAECO e do Ministério Público Federal ), contra quadrilhas, organizações criminosas, bandos de bandidos que certamente muitos ainda continuam praticando roubo do dinheiro público neste país - de profunda crise social, econômica e de crise moral, ética. E diante tudo isto, existe ainda infelizmente pessoas ou que negam o risco e a gravidade do novo coronavírus Covid-19 e ou que defendam o uso da aplicação do ozônio no ânus.

 

Convenhamos: aí já é demais ! Enquanto o Reino Unido já iniciou a campanha de vacinação nacional naquele país, ao contrário no Brasil, se discute no âmbito político nacional aspectos nada relevantes e prioritários ao país. Enquanto isto, a cada dia centenas de pessoas morrem devido a Covid-19, outras milhares adoecem e precisam de tratamentos hospitalares; e para governos sejam eles municipais, estaduais e até federal com raras exceções, pouco isto importam. E o povão ! Muita gente se arriscando em aglomerações, sem uso devido de máscara e os corredores de hospitais vão a cada instante ficando superlotados. Alguém ainda tem dúvidas disto, questiona-se: então dê um pulinho agora à porta de uma emergência de um dos hospitais em sua cidade. Mas vá ! Confirme, verifique e tire suas próprias conclusões. Ou quer ser mais um dos pacientes ali internados, principalmente dentro de um leito de UTI. Ideal, é evitar. Prevenir-se contra o novo coronavírus Covid-19. Pois, não há disponibilidade ainda no Brasil de alguma vacina e tão pouco o ozônio no reto vai salvar alguém neste momento.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2021 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar