Quinta-feira, 16 de Setembro de 2021
Mais de meio milhão de vítimas da Covid-19 no Brasil é mais do que crime: um genocídio !
Por A. Godoy
21/06/2021 | 10:29
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

O Brasil tem a triste marca alcançada no sábado (19), de atingir mais de 500.000 mil mortes pelo novo coronavírus Covid-19. Bastaram infelizmente 15 meses para que o contágio por este maldito vírus da Covid-19, provocasse somente no Brasil mais de meio milhão de mortes. São milhões de pessoas que derramaram e outros milhares derramando lágrimas diariamente diante da perda de seus entes queridos. São milhares de país, mães, avôs e avós; tios, sobrinhos; irmãos e irmãos, cunhados e cunhadas, amigos e amigas; colegas de trabalho ou simplesmente vizinhos, conhecidos destas mais de 500.000 vítimas pela Covid-19 que passaram e e onde muitas famílias continuam enfrentando perdas diante desta doença Covid-19. E de quem é a culpa por estas mortes ao longo desta pandemia ?

 

É difícil dimensionar e mensurar esta responsabilização, porém, uma coisa é certa: houve sim negligência e omissão por parte principalmente do governo federal sob o comando do presidente da República Jair Bolsonaro. Desde o início desta pandemia da Covid-19, infelizmente, o presidente Jair Bolsonaro adotou um estilo irresponsável ao menosprezar o vírus da Covid-19. Ao ignorar o alto grau de contágio do novo coronavírus Covid-19. Bolsonaro agiu irresponsavelmente ao provocar ações totalmente contrárias às medidas preventivas contra o vírus da Covid-19. Desestimulou a população ao uso de máscaras preventivas ao vírus da Covid -19. Bolsonaro em várias ocasiões provocou atos com aglomerações de pessoas. Jair Bolsonaro e muitos dos seus aliados de governo; incentivaram o uso de medicamentos como da Cloroquina e Hidroxicloroquina para tratamento precoce à Covid-19 . Medicamentos estes sem nenhuma comprovação científica de benefícios à doença e tão pouco de combate ao vírus da Covid-19. Isto sem contar a m[á gestão do Ministério da Saúde no decorrer desta pandemia no Brasil.

 

Portanto, os mais de 500.000 mil mortos pela Covid-19 no Brasil tem sim como um agente responsável em termos de falta de adoção de medidas e políticas públicas específicas coletivas de combate a pandemia, a má atuação do governo federal. E quem responde pelo governo federal é a figura do presidente da República Jair Bolsonaro. Obviamente que o novo coronavírus Covid-19 assim como outros vírus relacionados especialmente aos de gripe, por exemplo, não escolhem suas vítimas, sejam elas que irão enfrentar decorrências mais graves ou não pela doença. Qualquer cidadão no mundo está sujeito a contrair o vírus como ao do novo coronavírus Covid-19, porém, os cuidados rigorosos preventivos deverão serem recomendados e executados na prática a fim de assegurar o menor grau de risco de contágio do vírus. Mas, não foi esta política pública adotada pelo atual presidente da República Jair Bolsonaro que chegou até denominar o vírus da Covid-19 como sendo uma " gripezinha " e ou mencionar " e daí " (sic), para os milhares de mortos pela Covid-19 quando questionado publicamente sobre o elevado número de mortes pela Covid-19 no Brasil. Como principal gestor público do Brasil, o presidente Jair Bolsonaro deveria desde o inicio da pandemia da Covid-19; atuar de forma responsável, sendo exemplo de como deveria a população brasileira enfrentar o vírus da Covid-19. Mas infelizmente não o fez adequadamente e responsavelmente. Ao contrário, foi na contra mão da ciência e isto gerou uma espécie de genocídio no Brasil.

 

A CPI da Covid-19 não vai infelizmente alcançar resultado ao qual deveria sim alcançar e tudo porque muitos de seus integrantes muito antes de ocorrer esta pandemia da Covid-19, provocaram danos aos cofres públicos e basta ver os processos que tramitam na Justiça deste país. Justiça esta que também ajudou a construir o marasmo pelo qual o Brasil chegou ao encontro desta pandemia da Covid-19. Quando se falta ética, respeito aos direitos coletivos e individuais; além das garantias individuais e coletivas num país; e quando a própria Justiça acaba sendo imissa e compactuando em boa parte com corruptos, mafiosos que integram muitas das organizações criminosas, proporcionando-lhe habeas corpus e livrando-os de parar na prisão; desconstruindo processos investigatórios da Polícia Federal (PF) e do Ministério Público Federal (MPF); como desde aos do mensalão; Zelotes; Lava Jato e muitas grandes outras destas operações de combate a corrupção no Brasil; é porque o Brasil realmente encontra-se literalmente no fundo do poço. E a saída para esta crise: está nas mãos de cada cidadão deste país. As eleições de 2022 está próxima. E caberá cada eleitor ver tanto os que levaram o Brasil neste caos desde muitas décadas atrás até hoje. Ver quem está aliado a quem. Ver que não se pode retroceder e sim olhar para a frente em busca de uma reconstrução do Brasil.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2021 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar