Quinta-feira, 30 de Junho de 2022
Brasil - Uma Nação sucumbindo que pede socorro
Por A. Godoy
10/02/2022 | 15:56
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Inegavelmente o Brasil vem há décadas sucumbindo sob o manto de atuação de organizações criminosas impunes e que atuam em conluio nos mais variados setores públicos e privados deste país. Basta ver a avalanche de investigações já deflagradas pelo Ministério Público Federal (MPF) e pela Polícia Federal (PF), além do trabalho investigatório realizado também por equipes das GAECOs nos estados; Policias Civis, Polícias Militares, Receita Federal, do Coaf, bem como, por parte dos Ministérios Públicos nos Estado em que essa gama ampla de investigações realizadas apontaram uma série de crimes dos mais variados ( fraudes licitatórias; lavagem de dinheiro; organizações criminosas; superfaturamentos em obras, serviços e até em consultorias públicas; caixa dois de campanhas políticas; etc) - tudo sob manto da impunidade na maioria absoluta dos casos.

 

Brasil - um país sucumbindo e que pede socorro e quem poderá salvá-lo será seu próprio povo. Basta a maioria querer ! Esse é o Brasil da decadência política- administrativa desde o Executivo; Legislativo e do Judiciário. O Brasil precisa urgente reforma, uma urgente reconstrução. Basta ver que políticas públicas continuam prejudicando terrivelmente no âmbito social, econômico e de desenvolvimento sustentável; onde vão desde a miserabilidade de mais de 60 milhões de cidadãos vivem sob manto do sub - emprego com parcos recursos financeiros para sua sobrevivência. Outros mais de 16.000.000 milhões desempregados. Dos 116,8 milhões de pessoas - sofre algum tipo de insegurança alimentar. O Brasil está dividido entre os pouquíssimos que usufruem à vontade e escolha de bons alimentos e daqueles muitos milhares que sequer tem essa possibilidade de escolher qual alimento poderá usufruir ". isto é terrível para uma Nação como a do Brasil onde impera a corrupção, a máfia e as organizações criminosas em todas as esferas de poder constituídos como mostram inúmeras das investigações já realizadas neste país nestes pelo menos últimos 40 anos. Setores como do meio ambiente no Brasil cada dia sendo destroçado.

 

Desmatamentos criminosos avançando livremente em regiões desde da Amazônica; Cerrado; Pantanal e da Mata Atlântica, como apontam as mais recentes revelações jornalísticas pelo país. Na área da Cultura; a política governamental federal cria mecanismos de descompasso com a realidade e necessidades de vários setores culturais com objetivo único de brecar o desenvolvimento sócio- cultural e educacional da maioria do povo deste país. Um governo que desestimula o combate à pandemia da Covid-19; um governo que facilita o avanço do uso de agrotóxicos na produção de alimentos ( quando países na Europa; além dos Estados Unidos; Canadá; Coreia do Sul; Japão ) sequer utilizam determinados agrotóxicos - ao contrário, no Brasil, vai sendo ampliado o leque de uso de vários tipos de agrotóxicos altamente prejudiciais à saúde dos consumidores Agrotóxicos associados a casos de câncer, além de dano genéticos e suicídios estão presentes em vários tipos de alimentos cotidianos no Brasil, como exemplo: arroz, feijão; café; batata; tomate; pimentão; bana; maçã. Na Europa, vários países baniram o uso do Paraquate, Atrazina e Acefato - três das substâncias mais vendidas no Brasil. Para se ter ideia somente em 2017 no Brasil; foram utilizadas 60 toneladas destes produtos químicos.

 

Mas, é na Europa onde estão presentes as principais empresas do mercado de agrotóxicos ( Syngenta; BASF e a Bayer CropScience ) ambas responsáveis por quase a metade deste comércio no muno. E na Europa, pesquisas científicas denunciam os grandes riscos Há décadas sobre os efeitos à saúde dos consumidores.. A pressão da sociedade europeia faz com que os produtos que são considerados nefastos à saúde, sejam deixados de lado. Enquanto isto, empresas europeias que fabricam substâncias agrotóxicas nefastas à saúde; colocam seus produtos em mercados como no Brasil, onde governos são permissivos. Basta ver que um terço dos ingredientes liberados para uso no Brasil estão proeminentemente proibidos na União Europeia. No Brasil, dados apontam que em cada 24 horas, oito pessoas são intoxicadas pro agrotóxico no país. São dados subnotificados e o Ministério da Saúde estima que para cada caso desses, haja outros 50 não registrados. Parte dessas intoxicações leva à morte de indivíduos.

 

O produto Paraquete por exemplo, provoca câncer, depressão e Parkinson. A Anvisa baniu no Brasil o herbicida Paraquete, após verificar em estudos que pode causar mutações no material genético e doença de Parkinson. O que pode existir no Brasil é forte lobby junto ao Congresso Nacional para aprovar como á foram aprovados nestes dois últimos anos mais de 1.500 novos tipos de agrotóxicos. A organização da Suíça, PublicEye, que investiga o comportamento das empresas no país, expõe a listagem de político que viajaram à Suíça aceitando o convite com todas as despesas pagas pela Câmara de Comércio. Maioria dos integrantes da comitiva eram ligado à bancada ruralista brasileira- a Frente Parlamentar da Agropecuária. E diante de supostas pressões políticas, a ANVISA enfrenta o clamor destes setores agropecuários do país a fim de não criar resistências ao uso de agrotóxicos no país. Outro tipo de agrotóxico prejudicial é Atrazina - que prejudica o meio ambiente afetando várias espécies de animais anfíbios. Portanto, o Brasil precisa de uma faxina política- administrativa ! Uma profunda reconstrução do Brasil se faz necessário ! E somente o povo será capaz de assim o realizá-lo de forma democrática, inteligente !

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2022 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar