Quarta-Feira, 20 de Junho de 2018
Eliane Ildebrando ( Nani ) - Entrevista ao Destaque Catarina
14/12/2013 | 10:05
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Destaque Catarina – Gostaria que você se apresentasse e falasse um pouco sobre a infância de Eliane Ildebrando.

 

Eliane (Nane) Ildebrando – Sou catarinense, morei em Curitiba na infância e também morei em Balneário Camboriú na adolescência, estudava em Itajaí. Família “normal” meu pai, mãe e três irmãos todos mais novos. Apesar das dificuldades financeiras, tínhamos um bom relacionamento. Tínhamos muita criatividade e a arte sempre norteava as brincadeiras. Brincávamos de cantar, de circo, de dançar, teatro, enfim muita festa artística.  

 

DC – E hoje, como é o seu trabalho?

 

Nane – Atualmente eu moro em Florianópolis, estou fazendo Fonoaudiologia na UFSC, mas sou formada em Direito pela Unisul.

 

DC – Como assim? Formada em Direito? E a música como surgiu?

 

Nane – Ainda na Universidade eu entrei no Coral da OAB que estava sendo formado, mas minha intenção era conhecer advogados e não pensava na música como um objetivo. Mas quando peguei a partitura sabia que minha vida iria mudar radicalmente, eu entendi o que queria fazer de verdade. Eu me formei, trabalhei um tempo no Sindicato dos Advogados (OAB/SC), mas na verdade trabalhar com o Direito já não me completava.

 

DC – E como foi essa mudança? Trocar uma profissão que tem certo status pela música, família, amigos...

 

Nane – Meus pais nos criaram com muita autonomia, até porque o filho mais velho tomava conta do mais moço e assim tínhamos que resolver as questões que apareciam porque eles trabalhavam. Sei que no início as pessoas não entenderam, mas hoje sabem que eu estou feliz e aceitam bem. Também nunca aceitei intervenção de outras pessoas nas minhas decisões, então...

 

DC – Quando e como iniciastes na música? O que a levou à exercer atividades musicais e sua participação em Coral e Grupo Vocal ?

 

Nane – Uma imagem muito forte da minha infância era minha mãe cantando “Quem Sabe” de Carlos Gomes e eu amava aquela música e então se tornou meu estilo, era minha preferência, gostava da música erudita, então comecei a fazer testes para outros corais com um repertório mais eclético e passei para a Associação Coral Florianópolis e Coro Lírico da OSSCA e eu sentia a necessidade de aprender mais e mais.

 

DC - Como você vê a atualidade artística musical no país, especialmente em Santa Catarina e mais precisamente em Florianópolis e região metropolitana?

 

Nane – Nacionalmente acho que temos grandes talentos, mas infelizmente o que aparece mais é comercial e nem sempre o que se vende é o que tem mais qualidade. Hoje temos esses programas de talentos que são realmente muito bons e podemos conhecer muito artista arrebentando. Nossa Bela e Santa Catarina tem uma variedade musical muito grande que vai do tradicional gaúcho ao rock. Florianópolis tem grandes talentos, mas não são divulgados.  Mas o que eu acho é que falta uma identidade musical, se me perguntarem qual a alma musical do Estado eu não saberia dizer.

 

DC - Quais principais desafios para quem almeja cantar mesmo que não profissionalmente?

 

Nane – Acho que pra quem quer sobreviver de música é realmente complicado porque se você cobra por seu trabalho, tem uma dúzia que cantam por um drinque. Desvalorização da profissão é o grande desafio.

 

DC – Em sua opinião, quais benefícios a música traz para a vida das pessoas?

 

Nane – Nossa! Muitos benefícios. Principalmente para quem faz técnica vocal por trabalhar respiração, relaxamento, postura disciplina e expressão corporal. Só a música já traz boas energias.

 

DC – Mais alguma consideração que queira destacar...!!

 

Nane – Bom, acho importante a música nas escolas. Hoje o acesso às aulas de música é muito difícil para quem não pode pagar. Tenho um projeto para ensinar  técnica vocal para os professores que cantando poderão educar  da voz além de descontrair. 

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2018 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar