Terça-Feira, 16 de Outubro de 2018
Tradicionalismo e cultura Gaúcha perde um dos ícones. Morre Paixão Cortês
Morreu Paixão Cortês aos 91 anos de idade - um dos maiores ícones na história do Tradicionalismo e da Cultura Gaúcha
27/08/2018 | 18:41
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Morreu aos 91 anos de idade na segunda-feira (27,) em Porto Alegre (RS); o compositor; folclorista; radialista; pesquisador e engenheiro agrônomo João Carlos D´Ávila Paixão Cortês - um dos maiores e mais representativos incentivador da cultura e do tradicionalismo gaúcho.

 

Paixão Cortês, estava internado no Hospital Ernesto Dornelles, desde 18 de julho onde passou por uma cirurgia do fêmur e faleceu em decorrência de complicações da cirurgia a que foi submetido. No início deste ano; Paixão Cortês, esteve internado por cerca de quatro meses devido a um quadro de diverticulite. Natural de Santana do livramento (RS), Paixão Cortês; deixa um legado marcante na história da cultura Gaúcha e do Tradicionalismo Gaúcho.

 

Paixão Cortês; realizou inúmeras pesquisas sobre os hábitos e costumes populares do Rio Grande do Sul e do Brasil. Fez registros em dezenas de publicações e discos. Paixão Cortês foi patrono da Feira do Livro de Porto Alegre (RS); além de participar ativamente das muitas atividades simbólicas como da Chama Crioula e do Candeeiro Crioulo - que inspiraram na Semana Farroupilha. Paixão Cortês, ajudou a fundar o 35 Centro de Tradição Gaúcha - o primeiro CTG.

 

Paixão Cortês, recebera muitas homenagens ao longo de sua trajetória de vida como exemplo da Medalha Assis Brasil. Em Lages (SC), Paixão Cortês, visitou inúmeras das edições da Festa Nacional do Pinhão, onde era recebido com muita alegria e que não lhe faltava a hospitalidade do povo serrano a cada vez que chegava a região serrana catarinense; assim como em outra qualquer região do país e até do exterior.

 

Paixão Cortês costumava acompanhar aulas de dança e musical tradicionalista Gaúcha, deixando para os mais jovens o legado da importância do tradicionalismo Gaúcho para o presente e o futuro - registrando um passado de rica história. " O Tradicionalismo e a cultura Gaúcha está em luto, mas o legado deixado por Paixão Cortês é imortal e será sempre lembrado pela sua dedicação, profissionalismo e o amor pela virtude da essência Gaúcha ", destacou o jornalista e pintor Juan Godoy e que por algumas vezes teve a oportunidade de entrevistá-lo.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2018 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar