Segunda-Feira, 01 de Junho de 2020
Regina Duarte aceita convite de Bolsonaro e vira ministra da Cultura. Pasta deverá ser criada no lugar de secretaria de Cultura
Regina Duarte aceitou convite do presidente da República Jair Bolsonaro e vai assumir ministério da Cultura. pasta será criada no lugar de Secretaria
20/01/2020 | 23:17
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

A atriz Regina Duarte - a " Namoradinha do Brasil " que em telenovelas nas décadas de 70 aos anos 90; encantou o Brasil e que continua em atividades artísticas percorrendo o país em apresentações de peças de teatro e com muito sucesso como marca de sua carreira artística; aceitou na segunda-feira (20), o convite feito pessoalmente pelo presidente da República Jair Bolsonaro.

 

Regina Duarte vai assumir o Ministério da Cultura que atualmente é uma Secretaria da pasta de Turismo sob comando de Osmar Terra que por ora decidira não recriar esta secretaria. Regina Duarte foi uma das inúmeras atrizes que juntamente com grande parte da classe artística brasileira lutou contra o regime militar durante a ditadura na década de 60 a 80.

 

Regina Duarte assim que definiu aceitar o convite para assumir o novo Ministério da Cultura no governo Bolsonaro; sofreu de imediato muitas críticas e também muitos elogios dentro da classe artística nacional.

 

O que já era esperado em caso Regina Duarte viesse aceitar este convite do presidente da República Jair Bolsonaro. " É o Zinhozinho Malta na Presidência e a viúva Porcina na cultura ", disse o ator Lima Duarte. Outros artistas como esquerdistas José Abreu e o ex-ministro da Cultura no governo corrupto do PT Gilberto Gil, ironizaram publicamente na segunda-feira (20), a atriz Regina Duarte.

 

Regina assume o lugar do teatrólogo Roberto Rego Pinheiro ( Roberto Alvim ), o qual manifestara publicamente um teor do nazismo como referência à cultura brasileira dentro desta década. A repercussão sobre o que disse Roberto Alvim; acabou atingindo manifestações contrárias ao pensamento dele dentro do Brasil e também em todo o mundo, inclusive na Alemanha e principalmente junto ao povo Judeu.

 

Agora com Regina Duarte, o que se espera é que a cultura no Brasil de fato passe a ser respeitada como merece e não ser alijada em governos como aos que antecederam ao atual de Jair Bolsonaro.

 

O pintor e jornalista Juan Godoy, acredita que Regina Duarte possa estabelecer uma política ampla e irrestrita possibilitando a inclusão artística social em todos os níveis e em todas as comunidades deste país valorizando a riqueza cultural que o Brasil possui e que merece ser exercitada com livres pensamentos e respeito pleno à liberdade de expressão; sem que obviamente manifestações levem ao desrespeito ou que venham ferir a dignidade de pessoas.

 

Porém, que quaisquer ato criativo artístico oriundo de quaisquer origem das classes artísticas individuais ou coletivas; possam estabelecer um crescimento e avanço no âmbito da cultura brasileira e venha somar como igualmente referência à humanidade.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2020 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar