Terça-Feira, 30 de Novembro de 2021
Morre um dos gênios da Arte Universal: o Indígena Jaider Esbell, destaque da Bienal de São Paulo
03/11/2021 | 21:57
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Morreu em São Paulo (SP), o artista plástico, indígena Jaider Esbell - um dos gênios da Arte Universal e cujas obras são destaques na 34a. Bienal de São Paulo (SP). O corpo do artista plástico Jaider Esbell, será velado no Palácio da Cultura Nenê Macaggi, em Boa Vista ( Roraima), na quinta-feira (04), a partir das 17h. Jaider Esbell, 41 anos, era do povo Macuxi e foi encontrado morto na terça-feira (02), em São Paulo (SP). Segundo informações, o corpo de Jaider Esbell, chegará em Boa Vista (RO), por volta do meio dia de quinta-feira (04), e na sexta-feira será sepultado no Cemitério Campo da Saudade, às 9h30. Jaider Esbell, além de artista plástico era também escritor e ativista da causa Macuxi. Jaider Esbell, foi um dos artistas macuxis mais renomados de Roraima por trazer luz à vivência indígena através da arte. Jaider Esbell, nasceu em 1979, no município de Normandia, região Norte de Roraima, onde atualmente está a reserva indígena Raposa Serra do Sol.

 

A namorada de Esbell, a artista plástica de renome internacional Daiara Figueroa, indígena da etnia Tukano, irá participar do velório. Jaider Esbell, foi encontrado morto em seu apartamento em São Paulo (SP). Jaider Esbell, integrou o Circuito Urbano de Arte ( Cura), de Belo Horizonte (MG); dentre outras participações artísticas coletivas e individuais de suas obras As causas da morte do artista plástico Jaider Esbell, são desconhecidas. A morte do ativista, artista plástico, educador e escritor , o indígena Jaider Esbell, deixou a classe artística nacional perplexa e repercutiu em todo o mundo, Vários artistas lamentaram a morte de Jaider Esbell. Segundo o artista plástico catarinense Juan Godoy,63, Jaider Esbell, deixa uma grande, imensa lacuna nas artes plásticas e também quanto para com a defesa das causas indígenas do Brasil, cuja dedicação Esbell sempre defendera com vigor; coragem e sabedoria. Esbell deixa um legado imensurável às causas indígenas, defesa da natureza, defesa da paz e da harmonia entre povos ". Sua arte e seu pensamento, suas convicções serão sempre lembrados com carinho, respeito e admiração ", destacou Juan Godoy.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2021 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar