Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017
PMDB;PT;PSDB;PR;PSB;DEM;PSD e PP desmoronam diante escândalos de corrupção
Partidos contendo mafiosos e corruptos envolvidos em sucessivos escândalos de corrupção mantêm quadrilhas e organizações criminosas como mostram investigações
22/09/2017 | 19:21
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Siglas partidárias do PMDB, PT;PSDB;PR;PSB;DEM;PSD e PP assim como vários outros partidos políticos menores que ainda integram alianças de apoio como ao dos governos de Dilma Rousseff; Luiz Inácio Lula da Silva, ambos do PT e agora do atual presidente da República, o mafioso Michel Temer (PMDB); dão exemplos de como mantêm líderes que integram organização criminosa e formação de quadrilhas especializadas em subtrair recursos públicos milionários .

 

São centenas de bilhões de reais sendo sugados dos cofres públicos do Brasil. Os mais recentes escândalos de corrupção como exemplo do Mensalão- Ação Penal-470; a Zelotes; a Lava Jato e muitas outras operações realizadas nestes últimos anos pela Polícia Federal e Ministério Público Federal; demonstram claramente esta prática inaceitável de roubalheira do dinheiro público - dinheiro do povo deste país.

 

Agora, nova denúncia contra o presidente da República Michel Temer (PMDB), considerado um dos líderes do chamado " Quadrilhão do PMDB". Temer (PMDB), é denunciado pela Procuradoria Geral da República (PGR) e pelo Supremo Tribunal Federal (STF); de haver recebido dezenas de milhões de dólares em propinas pagas pelas empreiteiras Odebrecht e Andrade Gutierrez, além de imóveis em São Paulo (SP), como delatou o doleiro Lucio Funaro. É este tipo de governo federal mafioso que vem sendo sustentado pelo PMDB;PSDB;PR;PP;DEM;PSB e muitos outros pequenos partidos políticos.

 

CCJ a Câmara Federal já analisa denúncia contra o mafioso e corrupto Michel Temer (PMDB)

É a segunda denúncia de corrupção contra o presidente da República, o mafioso e corrupto Michel Temer (PMDB), considerado um dos principais líderes do "Quadrilhão do PMDB". A Comissão de Constituição e Justiça - CCJ da Câmara Federal, analisa a segunda denúncia contra Temer (PMDB). Na primeira também por obstrução à Justiça e corrupção; Michel Temer conseguiu livrar-se depois que liberou mais de R$ 4 bilhões em emendas parlamentares bem na véspera da votação no plenário da Câmara Federal que visava sua cassação.

 

Agora; Michel Temer (PMDB), enfrenta outra denúncia e desta vez muito mais grave: trata-se por corrupção passiva e obstrução à Justiça. A delação do doleiro Lucio Funaro e dos empresários Joesley e Wesley Batista (JBS e J&F), são indiscutíveis e indefensáveis por parte de Michel Temer (PMDB). Até o advogado de defesa do presidente da República Michel Temer (PMDB), chegou a retirar-se da defesa.

 

Enquanto isto, a pressão por pedidos de mais cargos dentro do governo federal vem sendo realizado por parte de partidos aliados do governo Temer (PMDB). É que sem muitos recursos para liberação de mais emendas parlamentares milionárias, a busca por mais espaços políticos administrativo no governo Temer é uma forma de que os partidos aliados possam sugar o que ainda resta dentro do governo federal. É o chamado toma lá dá cá - uma repugnante prática política, vergonhosa e que só atrasa cada vez mais o desenvolvimento social e econômico do Brasil.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2017 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar