Segunda-Feira, 19 de Novembro de 2018
Máfia nas concessões de rodovias no Paraná é a ponta do iceberg no país
Operação da PF e do MPF na 48a. Fase da Lava Jato desmantela quadrilha que agia em concessões de rodovias no Paraná. Mafiosos foram presos também em SC;RJ e SP
22/02/2018 | 20:17
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

A Polícia Federal (PF) com o Ministério Público Federal (MPF), deflagraram na manhã de quinta-feira (22); a Operação Integração que faz parte da 48 a. Fase da Lava Jato e que desmantelou uma quadrilha que atuava com práticas ilícitas em concessões de rodovias no Paraná. A ação da PF e do MPF levou vários agentes públicos para a prisão temporária, além de 47 mandatos de buscas e apreensão no Paraná; Santa Catarina; Rio de Janeiro e também em São Paulo. Vários agentes que atuavam no DNIT - Departamento Nacional de Integração e Transporte foram presos, além do ex-diretor do DER - Departamento de Estradas e Rodagem do Paraná Nelson Leal Junior e ainda dois operadores do esquema de corrupção e de lavagem de dinheiro Adir Assad e Rodrigo Tacla Duran. O esquema criminoso envolve supostas ligações com o político Beto Richa.

 

A rodovia do chamado: Anel da Integração que abrange diversas regiões do Estado do Paraná foi desenvolvida com recursos do Grupo Triunfo responsável pela ECONORTE que administra 341 quilômetros de rodovias no Paraná. Contratos de concessões assinados em 1997 estariam com irregularidades, segundo investigações. O esquema de pagamentos indevidos para diversos agentes públicos do DNIT; DER e do governo do estado do Paraná foi descoberto e agora os envolvidos neste esquema de corrupção vão ter que responder à Justiça Federal.

 

Enquanto isto a ANTT autoriza novos aumentos do preços dos pedágios no país

Enquanto a corrupção permeia e aos poucos vai sendo desvendados pelas investigações da PF e do MPF em todo o Brasil, sobre vários tipos de práticas criminosas e que prejudicam milhões de cidadãos deste país e ao contrário, enriquece quadrilhas; a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), autorizou novo aumento do preços de pedágios. O reajuste alcança a ordem de 3,9% e já a partir de sábado (24).

 

Em Santa Catarina a BR-101 é administrada pela concessionária Autopista Litoral Sul desde 2008 e cujo contrato vai até 2033. As concessões de rodovias estão na mira da PF e do MPF em vários estados da federação e a exemplo do que ocorreu no Paraná, outros fatos semelhantes poderão serem desvendados nos próximos meses em regiões diversas do país.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2018 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar