Quarta-Feira, 20 de Junho de 2018
STF acelera o passo contra a corrupção e mafiosos aproximam-se a cada dia da prisão. Veja:
Senador Agripino Maia (DEM), vira réu e presidente nacional do PT Gleisi Hoffmann e o marido Paulo Bernardo terão ação penal analisadas no próximo dia 20 pelo STF
13/06/2018 | 18:54
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Uma semana de muita movimentação no Supremo Tribunal Federal (STF), que aliás, vem sendo cada dia mais intensa com a proximidade das eleições de outubro próximo. O objetivo é dar celeridade aos processos imensos que envolvem quadrilhas e mafiosos; corruptos envolvidos em esquemas ilícitos de várias origens.

 

E nesta semana iniciou com a decisão do STF onde o senador Agripino Maia (DEM), virou réu por crimes de corrupção ao ser denunciado em delação à Justiça Federal por haver recebido de forma ilícita R$ 1,15 milhão de um empresário para execução de contrato para inspeção veicular ambiental em Natal (RN).

 

Já, a presidente nacional do PT senadora Gleisi Hoffmann e o marido ex-ministro Paulo Bernardo, ambos do PT, terão analisados as ações penais pelo STF contra ambos na próxima terça-feira (20). E outro fato em destaque de combate a corrupção no Brasil incluiu nesta semana também as revelações à Justiça Federal no Rio de Janeiro (RJ), por parte do delator Carlos Miranda, o operador do esquema criminoso do ex-governador Sérgio Cabral (MDB), que está preso e que destacou que o presidente nacional do PDT e ex-ministro do Trabalho Carlos Lupi, integrava o esquema de Sérgio Cabral sendo interlocutor em negociações para o recebimento e repasses de dinheiro pela organização criminosa.

 

O delator Carlos Miranda chegou a destacar até o uso de helicóptero para transportar dinheiro para a quadrilha. Carlos Lupi (PDT), é velho conhecido nos registros dos esquemas d corrupção durante os governos de Lula e Dilma (PT), em que Lupi (PDT), era aliado e ocupou o Ministério do Trabalho. Lupi (PDT), protagonizou a cena mais patética da política recente do país ao beijar a mão de Dilma Rousseff (PT) e declarando amor.

 

Agripino Maia (DEM); Carlos Lupi (PDT), Cristiane Brasil (PTB); Gleisi e Paulo Bernardo (PT), a fila anda...

Outro destaque desta semana foi a decisão do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), que negou pedido de defesa de Lula para suspender efeitos de condenação do mafioso que está preso na carceragem do prédio da Polícia Federal, em Curitiba (PR).

 

E por lembrar do STJ, vale ressaltar que até hoje são nove governadores que possuem 52 processos tramitando no STJ, mas que sequer tomou uma decisão final sobre restrição do foro privilegiado. É a máfia supostamente mantendo todo poder de intervenção a fim de prolongar e retardar o quanto mais for possível as decisões sobre os processos que tratam de roubalheira bilionária dos cofres públicos no Brasil.

 

Além dos destaques desta semana no combate a corrupção, envolvendo nomes como do Senador Agripino Maia (DEM); Carlos Lupi (PDT); Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo (PT), destaque ainda para a ação da Polícia Federal na Operação Registro espúrio " em que levou ação de buscas e apreensões e que envolve a deputada federal Cristiane Brasil (PTB), filha do presidente nacional do PTB Roberto Jefferson que também já se viu envolvido em esquemas e denúncias sobre corrupção.

 

Mas, há necessidade de que a sociedade brasileira a cada dia fortaleça este acompanhamento sobre os trabalhos necessários de aceleração e definições sobre estes processos que envolvem quadrilhas de corruptos e mafiosos e que têm através destas ações criminosas prejudicados profundamente a grande maioria do povo brasileiro.

 

Prejudicado intensamente o desenvolvimento social e econômico e sobretudo; provocando danos irreparáveis para dezenas de milhões de cidadãos diante falta de melhores condições dos serviços públicos nas áreas da Saúde; Educação; Segurança Pública e outros aspectos relevantes para o país.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2018 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar