Segunda-Feira, 22 de Abril de 2019
Justiça dos EUA vão cobrar da VALE S/A prejuízos bilionários aos acionistas americanos
EUA querem cobrar da VALE S/A na Justiça prejuízos bilionários. Ações da VALE S/A despencam no mercado financeiro
30/01/2019 | 7:14
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

É a maior queda nas Bolsas de Valores registrada no Brasil diante da tragédia ocorrida com o rompimento da barragem Mina 1 Córrego do feijão, em Brumadinho (MG). Ações da VALE S/A despencaram cerca de 25% logo após a tragédia de sexta- feira (25). A Justiça dos Estados Unidos vão cobrar da VALE os prejuízos causados com esta queda das ações da VALE nas Bolsas de Valores americanos.

 

Inicialmente estes prejuízo somente no Brasil atingiram mais de R$ 71 bilhões e que poderão aumentar de acordo com o que se poderá ocorrer durante as investigações sobre as causas desta tragédia. No Brasil, a Justiça já determinou o bloqueio de mais de R$ 11 bilhões da VALE S/A para cobrir eventuais indenizações às famílias das vítimas e dos prejuízos ambientais.

 

O governo federal determinou investigações em todas as barragens existentes no país a fim de detectar se existem ou não outras barragens capazes de romperem como as que já foram registradas nestes últimos anos no Brasil. A Polícia Federal e Ministério Público Federal deveriam promover uma espécie de varredura ampla desde pelo menos uns 20 anos até hoje em todos os principais agentes envolvidos desde a elaboração de projetos de barragens; licenças ambientais como de Licença Ambiental Prévia (LAP; Licença Ambiental Operacional (LAO), dentre outras licenças necessárias para estes empreendimentos que exploram riquezas naturais; além de investigar por exemplo; as leis ambientais que facilitam a instalação destas barragens no país.

 

Uma quebra de sigilo telefônico, de e-mails; análise de documentos nesta área ambiental ( esfera municipais, estaduais e federal), certamente; daria uma ampla visualização de como realmente o Brasil encontra-se fragilizado em termos de fiscalização, projetos e segurança ambiental. Dezenas destas barragens pelo Brasil encontram-se sob eminente risco de rompimento segundo estudos da Agência Nacional de Águas - ANA.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2019 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar