Terça-Feira, 20 de Agosto de 2019
Zelotes - O temor da grande operação à máfia . Mais de R$ 50 bilhões sonegados por várias empresas. Investigações continuam
Operação Zelotes investiga COAF e dezenas de grandes empresas e pessoas físicas. Rombo de mais de R$ 50 bilhões . Pressão e ameaça à investigações
23/07/2019 | 20:29
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

A Operação Zelotes deflagrada pela Polícia Federal em 26 de março de 2015, investiga dezenas de grandes empresas incluindo pessoas físicas por desvios e sonegações fiscais que somados atingem mais de R$ 50 bilhões. A Zelotes começa sofrer uma espécie de ameaça e pressão articulada em bastidores da esfera do principalmente do poder judiciário com troca de procuradores da República. Os que chegam ainda não bem atualizados de todas as linhas investigatórias e que isto poderá prejudicar a integridade das linhas de investigações, analisam alguns dos atuais procuradores de Justiça que acompanham desde início a Operação Zelotes.

 

Somente neste mês de julho já foram realizadas seis audiências na Zelotes; como interrogatórios de réus e de testemunhas. São mais de 20 processos já tramitando na esfera do Judiciário relacionada a Operação Zelotes. São processos bastante complexos que investigam fraudes, sonegações fiscais e de montantes consideráveis. Zelotes assim como a Lava Jato sofrem pressões e até ameaças para brecar investigações que estão chegando ao centro da máfia no Brasil. E não está somente relacionada à sonegações fiscais, mas também na lavagem de dinheiro - como foi o caso do escândalo das CC-5 com supostos desvios aos paraísos fiscais em mais de R$ 80 bilhões de reais.

 

A recente decisão do presidente do STF ( Supremo Tribunal Federal ) Dias Tofolli, em suspender as investigações contra muitos mafiosos e corruptos; pode estar interligado ao pacto entre os três poderes federais: Governo Federal; Congresso Nacional e Judiciário através do STF pelo qual reuniu recentemente o próprio presidente do STF Dias Toffoli, o presidente da Câmara Federal Rodrigo Maia (DEM-RJ) e o presidente do Senado Federal Davi Alcolumbre (DEM-AP) - estes últimos dois possuem processos por corrupção; lavagem de dinheiro; formação de organização criminosa; fraudes e caixa dois; e onde buscavam ambos aproximação através destes diálogos a fim de supostamente criarem estratégias de conter investigações que avançam substancialmente ao ponto de atingir alguns membros do próprio STF e do STJ assim como outros órgãos (TCU; PGR). além do governo federal sob comando de Jair Bolsonaro (PSL), que tem se mostrado preocupado com avanço de investigações por parte da Polícia Federal e do Ministério Público Federal.



Zelotes investiga rombo de mais de R$ 50 bilhões aos cofres públicos brasileiro

Muitas investigações estão ainda em andamentos em várias regiões do Brasil. São até agora 113 réus na Operação Zelotes, incluindo o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT), denunciado por lavagem de dinheiro e tráfico de influência quando das negociações de compra de aviões caças de modelo Gripen - pelo governo brasileiro; e caso revelado pelo " Estado " em 2015. Um dos ministros integrante do Tribunal de Contas da União (TCU); também foi denunciado à Justiça por haver recebido propina.

 

A Procuradora Geral da República (PGR) Raquel Dodge, disse à Imprensa de que não há esvaziamento da Operação Zelotes. Esta Operação Zelotes investiga um grande esquema de corrupção no CARF - Conselho de Administração de Recursos Fiscais - órgão colegiado do Ministério da Fazenda e tanto o ex-ministro Guido Mantega quanto Antonio Palloci são suspeitos de haverem recebido propinas milionárias para beneficiar sonegadores fiscais. 70 grandes empresas estão sob investigações por parte da Justiça Federal e da Polícia Federal, entre elas o Bradesco; Gerdau; Banco Santander; RBS - Rede Brasil Sul de Comunicações; Cimento Penha; Banco Safra; Bank Boston; J.G. Rodrigues; Mundial- Ebele; Ford e Mitsubish; Café Irmãos Julio e até o Partido Progressita (PP); dentre várias outras empresas e até pessoas físicas.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2019 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar