Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019
MPs era comércio da máfia em governos anteriores. Lava Jato avança como terremoto. Mafiosos e corruptos indo à prisão. Operação Carbonara Chimica revela
MPs era comércio da máfia em governos anteriores. Lava Jato avança como terremoto. Mafiosos e corruptos indo à prisão. Operação Carbonara Chimica revela
22/08/2019 | 9:13
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Lava Jato amplia ações de combate ao crime organizado; corrupção e lavagem de dinheiro. Na quarta-feira (21), a Operação lava Jato na 63 a. fase " Carbonara Chimica ", levou à prisão outros mafiosos e corruptos ligados à Odebrecht e que revela planilhas não acessíveis até então pelo Ministério Público. Planilhas estas utilizadas pelo Setor de Recursos estruturados da empreiteira Odebrecht e cuja planilha poderá mostrar além do que até agora já foi descoberto em termos de repasses ilícitos de dinheiro para políticos e agentes públicos envolvidos neste esquema criminoso que desviou muitos bilhões dos cofres públicos do Brasil.

 

A Justiça Federal decretou na quarta-feira (21), o bloqueio de R$ 555 milhões nas contas de três presos nestas operação realizada pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal. Entre os presos está o ex-vice presidente Jurídico da Odebrecht Maurício Ferro. São alvos desta operação também Nilton Serson e Bernardo Gradini. E a delação do ex-ministro da Fazenda Antônio Palocci (PT), está fazendo fila de corruptos mafiosos indo à prisão sendo que muitos ainda terão este caminho pela frente. Ou seja: cadeia.

 

Medidas Provisórias (MPs), do governo Lula (PT), assim como de outros era esquema de comércio bilionário

O esquema descoberto pelas investigações realizadas pela Polícia Federal e Ministério Público Federal, relacionado à comercialização ( venda ) de Medidas Provisórias (MPs) do governo especialmente durante a gestão do ex-presidente da República, o mafioso e corrupto Luiz Inácio lula da Silva ( que preso na sede da Polícia Federal em Curitiba,PR), desde abril de 2018, devido a crimes de corrupção; lavagem de dinheiro, formação de quadrilha; mostram que muitas destas tais Medidas Provisórias (MPs), do governo federal, eram editadas apenas para garantir a mafiosos e corruptos ficarem livres de pagamentos de débitos fiscais bilionários em detrimento aos prejuízos incalculáveis aos cofres públicos do Brasil e que agora, começam serem mostrados diante destas fases de investigações da Lava Jato. Na gestão do mafioso Lula (PT), as Medidas Provisórias MPs 470 e 472 são alguns destes exemplos cabulosos em que a máfia se utilizava a fim de enriquecimentos ilícitos e de pagamentos de propinas milionárias para alcançar seus objetivos criminosos. A PF e o MPF vão intensificar as investigações em outros governos que igualmente podem ter praticados crimes semelhantes.

 

E o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega, por enquanto vai utilizar tornozeleira eletrônica, sendo monitorado pela Polícia Federal e Ministério Público Federal, pois assim como igualmente o ex-ministro da Fazenda Antônio Palocci (PT), também praticou crimes que os levaram a responder processos na Justiça.

 

Zelotes; BNDES e outras na mira da PF e do MPF. Rombos podem ser avassalador.es e piores do que na Petrobras

Palocci ficou vários meses preso enquanto Guido Mantega ainda com ajuda do Supremo Tribunal Federal (STF), continua respondendo ao processo até ser julgado finalmente na última instância da Justiça. Algo que leva muitos anos; caso não haja prescrição como de muitos outros casos e que corruptos e mafiosos escaparam da prisão graças a este travamento vergonhoso por parte tanto do STF quanto do STJ. Enquanto a sociedade brasileira clama por Justiça e prisão de mafiosos e corruptos, na esfera da chamada " última instância " do Judiciário brasileiro, permeia a morosidade descomunal.

 

Uma vergonha para a Nação Brasileira e que mostra ao restante do mundo a má agilidade quanto se trata de levar à prisão mafiosos e corruptos que retiraram bilhões dos cofres públicos deste país e de forma criminosa. A Operação Zelotes que deve abir de forma ampla o que de fato também existe de esquemas criminosos envolvendo centenas de milhões que beneficiaram altas figuras bastante conhecidas deste país, assim como também outras operações da PFe do MPF em pleno andamento e mais ainda: o presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) vai abrir o que denomina " Caixa preta " do BNDES. Aí sim; o rombo bilionário poderá ser ainda mais avassalador do que ocorrido na Petrobras.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2019 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar