Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019
Mendes (STF), suspende uso de tornozeleira ao mafioso Guido Mantega. PF finaliza inquérito contra Rodrigo Maia (DEM) e Fachin quer plenário votando anulação de sentença. Veja:
Mantega escapa do uso de tornozeleira graças à Gilmar Mendes (STF). PF finaliza inquérito contra mafioso Rodrigo Maia (DEM) e Fachin quer plenário votando anulação de sentença
31/08/2019 | 11:27
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Uma semana bastante movimentada onde a Polícia Federal (PF), conclui o contra o mafioso e corrupto presidente da Câmara Federal Rodrigo Maia (DEM/RJ), e contra o pai dele César Maia (DEM/RJ); ambos envolvidos segundo investigações da PF e do MPF em recebimentos de propinas; caixa "três"; lavagem de dinheiro e corrupção.  E ainda na semana outro destaque oi quanto à decisão (mais uma de dezenas delas ) por parte do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF Gilmar Mendes em determinar que o ex-ministro da Fazenda; o corrupto e mafioso Guido Mantega não utilize tornozeleira eletrnica como foi determinado pelo  Ministério Público Federal (MPF).


Guido Mantega responde a processos por corrupção e recebimento de propina da Odebrecht. Guido Mantega havia já sido preso em 2016 durante a 34a. fase da Operação Lava Jato, mas foi solto em seguida por determinação de um dos ministros do STF. O processo na Justiça tramita contra o ex-ministro Guido Mantega. Em delação à Justiça Federal e à PF, o empresário mafioso e corrupto Eike Batista, disse que pagou US$ 2,35 milhões de dólares ao Partido dos Trabalhadores (PT), " à pedido de Guido Mantega ". 


E outro também destaque da semana que antecipa o final de agosto foi referente à decisão do ministro e relator da Lava Jato Edson Fachin (STF), em que decidiu levar ao plenário do STF para que decida sobre a anulação de sentença. Isto ocorreu logo em seguida, no dia 28), na quarta-feira, logo após a Segunda Turma do Supremo Tribunal federal (STF), por 3 votos a 1 anular a sentença contra o mafioso e corrupto ex-presidente da Petrobras e do Banco do Brasil Aldemir Bendine, condenado à prisão na Operação Lava Jato por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Bendine estava preso havia dois anos.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2019 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar