Segunda-Feira, 01 de Junho de 2020
Operação Greenfield : 29 denúncias ao MPF. Prejuízos de R$ 16 bilhões em fundos de pensões. Assessor de Paulo Guedes entre eles
Operação Greenfield denuncia 29 ex - executivos ligados aos Fundos de Pensões. Prejuízos ao país em mais de R$ 16 bi. Assessor de Guedes entre eles
10/01/2020 | 0:18
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

A Operação Greenfield da Polícia Federal e do Ministério Público Federal ( MPF ), denunciaram 29 ex- executivos ligados aos Fundos de Pensões ( Previ; Petros; Valia e Funcef , os quais geraram prejuízos aos cofres públicos do Brasil em mais de R$ 16 bilhões.

 

O assessor do ministro de Economia Paulo Guedes; que foi ministro de Planejamento durante o governo mafioso e corrupto de Michel Temer (MDB); Esteves Pedro Colnago Júnior é um dos acusados pela Justiça Federal por gestão temerária por suposta participação no esquema mafioso e corrupto ligado aos Fundos de Pensões.

 

A Procuradoria da República no Distrito Federal (DF), apurou em uma das atas ( a de número 377 ), em maio de 2012 durante reunião do Conselho deliberativo da Funcef, decidiram pela preferência na aquisição de novas cotas do FIP Sondas onde conselheiros acusados nesta Operação Greenfield; referendaram naquela ocasião um investimento em mais de R$ 1 bilhão de reais na Sete Brasil sem promover quaisquer debate e sem haver quaisquer embasamento técnico, configurando desta forma uma grave negligência, havendo ainda outros requisitos que sequer foram levados em consideração diante da dimensão que o assunto e si exigia; como a de levar em consideração o patrimônio futuro da vida econômica de seus participantes.

 

Esteves Pedro Colnago Júnior, coincidentemente assumiu na quinta-feira ( 9 ) deste mês de janeiro a assessoria do ministro da Economia Paulo Guedes. Há suspeita de que esta indicação tenha correlação em tentar dar uma espécie de proteção à um dos denunciados nesta Operação Grienfield da PF e do MPF. O ministro da Economia Paulo Guedes já em abril de 2019 foi alvo do TCU - Tribunal de Contas da União por suposta fraude em fundos de pensão.

 

Paulo Guedes é suspeito de utilizar suas empresas para lucrar em cima do prejuízo bilionário de estatais e seus fundos próprios de aposentadoria complementar. O TCU abriu então um processo para investigar estas supostas fraudes praticadas por uma das empresas de Paulo Guedes. Na ocasião, em abril de 2019, as informações foram publicadas pela Folha de S. Paulo.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2020 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar