Quarta-Feira, 30 de Setembro de 2020
Mudar regras de acordo de leniência favorece mafiosos e corruptos. PGR; AGU; STF e Governo Bolsonaro tentam tirar MPF de acompanhar este trabalho
MPF tem que ser mantido para acompanhar acordos de leniência. Retirar o MPF representa atender mafiosos e corruptos no Brasil
12/08/2020 | 13:32
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

A máfia certamente deve haver realizado muitos lobbys desde que iniciou-se no Brasil aquelas grandes operações de combate a corrupção no país; desde anos atrás; tais como: formação de quadrilhas especializadas em desvios bilionários dos cofres públicos; assim como crimes de lavagem de dinheiro; caixa 2 de campanhas eleitorais, dentre outros ilícitos.

 

Agora; tanto o Supremo Tribunal Federal (STF); Procuradoria-Geral da República (PGR) - a presidência da República Jair Bolsonaro; a Advocacia-Geral da União - AGU; manifestam querer ambos fazer com que o Ministério Público Federal (MPF); não esteja mais acompanhando os chamados acordos de leniência. àqueles acordos em que empresas envolvidas em vários crimes desde sonegação tributária e fiscal; lavagem de dinheiro; pagamentos milionários de propinas à políticos e agentes públicos com finalidade de obtenção de defesa de interesses que ferem a legislação nacional; bem como; outros crimes como caixa 2 para campanhas eleitorais, enfim; tanto o STF; AGU; PGR e até o governo Bolsonaro querem agora afastarem o Ministério Público Federal (MPF) de estar junto acompanhando estes acordos de leniência.

 

Quais seriam estes interesses em retirar o MPF de acompanhar este trabalho ? Hum.... aí tem certamente interesses estranhos diante desta falta de transparência em temer a presença do MPF que possui garantida pela Constituição esta atuação especialmente de combate a corrupção no Brasil.

 

Afastar o MPF de acompanhar acordos de leniência é algo criminoso que favorece a máfia de corruptos

Ora, vejamos: trata-se da maior e mais clara manifestação de que ao retirar o MPF de estar realizando este trabalho que é Constitucional e que em todas as investigações realizadas durante todas as ações de combate ao crime organizado; crime contra o Estado em si; contra a coletividade e também administrativamente; coube sempre o Ministério Público Federal (MPF), cumprir esta função primordial de ser um agente principal desta estrutura de fiscalização e de punição aos corruptos e mafiosos sejam eles individualmente; coletivamente de forma física ou empresarial e que somente com esta atuação do MPF e da Polícia Federal, além de equipes como das Gaecos pelo estados do país; Polícia Civil; Receita Federal; podem juntos continuarem realizando este trabalho profícuo e essencial de combate á corrupção e de outros atos ilícitos neste país chamado de Brasil.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2020 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar