Segunda-Feira, 19 de Novembro de 2018
Máfia domina o STF com solturas de mafiosos e corruptos
Ministro Barroso do STF, liberta da prisão o mafioso e corrupto ex-diretor do Banco do Brasil Henrique Pizzolatto que cumpria pena de 12 anos e 7 meses
27/12/2017 | 20:39
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

A onda de solturas de mafiosos e corruptos presos em operações da Polícia Federal (PF) e do Ministério Público Federal (MPF), por parte do Supremo Tribunal Federal (STF), demonstra abertamente à sociedade brasileira e ao restante do mundo o protecionismo com que alguns ministros do STF possuem relacionados com presidiários corruptos e mafiosos que desviaram milhões dos cofres públicos deste país.

 

A onda destas solturas infelizmente para o Brasil e ao povo deste país; literalmente pegou e além do ministro do STF Gilmar Mendes haver já autorizado recentemente a liberdade de vários mafiosos que estavam detidos em presídios especialmente no Rio de Janeiro, por práticas ilícitas, surge agora a decisão do ministro Barroso (STF) em dar liberade ao corrupto e mafioso ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolatto - preso na Operação do Mensalão em novembro de 2012 por determinação exatamente do Supremo Tribunal Federal (STF).

 

Henrique Pizzolatto havia pedo pena de 12 anos e 7 meses de detenção e cumpria pena no presídio da Papuda (DF). O mafioso foi preso por práticas de crimes de corrupção passiva; peculato e lavagem de dinheiro e teve multa de R$ 1,316 milhão à Justiça. Assim como alguns ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), favoráveis à soltura de mafiosos e corruptos presos em vários escândalos de roubalheira do dinheiro público do Brasil; o presidente da República Michel Temer (PMDB) - mafioso e líder do "quadrilhão do PMDB", segundo alguns delatores à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal; concedeu na véspera de Natal o chamado " Indulto Natalino " que beneficia diversos políticos corruptos e mafiosos e que agora o próprio Ministério Público Federal reage contra esta vergonhosa decisão por parte do mafioso presidente da República Michel Temer (PMDB) e pede que Temer reveja esta decisão absurda.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2018 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar