Quinta-feira, 24 de Janeiro de 2019
Polêmica do motorista de filho de Bolsonaro e futuros ministros sob graves acusações sinalizam a tragédia que o Brasil vem enfrentando há décadas
Sai uns entram outros e o ritmo da música não parece mudar, tão pouco a dança. O Brasil tem o entrai e sai de políticos no poder e a corrupção e desmandos viram pauta do dia a dia
10/12/2018 | 10:50
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Está realmente difícil para a grande maioria do povo brasileiro ter dias melhores. Já não bastassem as quadrilhas super organizadas, políticos ladrões e corruptos saqueando os cofres públicos em conluio com muitos agentes corruptos dentro e fora do meio político, dentro do judiciário, dentro de tribunais de contas dos Estados; dentro de esferas agregadas ao poder executivo estaduais; municipais e federal e no setor privado onde está minado de mafiosos e corruptos que sugam juntamente com maus políticos os bilhões dos cofres públicos do Brasil.

 

Sejam através de superfaturamentos em obras e serviços públicos; sejam através de outras falcatruas como desde lavagem de dinheiro; propinas milionárias; licitações fraudulentas; enfim; uma gama de atos ilícitos e que acabam prejudicando a Nação Brasileira como um todo. Daí; o resultado que aí está: dia a dia surgem novos fatos sob corrupção e novas suspeitas de práticas nada convenientes, porém, duvidosas e que merecem profundas investigações por parte tanto da Polícia Federal (PF), quanto do Ministério Público Federal (MPF).

 

Brasil no caminho do que parece ser cada vez infelizmente pior em termos de corrupção

Os mais recentes poderíamos focar no caso do motorista do filho do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), senador eleito Flávio Bolsonaro que tem seu ex-motorista Fabrício Queiroz que justificar à Justiça sobre os depósitos bancários em que o Coaf - Conselho de Controle Financeiro apontou movimentações atípicas de R$ 1,2 milhão na conta do ex-motorista.

 

Vale destacar que o ex-presidente Fernando Collor, na época, quando iniciou-se o processo de impeachment teve no centro das discussões e escândalos a presença também de um ex-motorista. Segundo o Coaf, a conta de Queiroz recebeu diversos depósitos, incompatíveis, a princípio, com sua renda. E agora, a Justiça entra no caso para apurar os fatos.

 

E para piorar a realidade brasileira neste contexto de casos de corrupção, caixa 2 e lavagem de dinheiro, além de formação e quadrilhas; tem ainda os casos que vem sendo investigados e que dizem respeito aos dois novos ministros do governo futuro Bolsonaro (PSL). Ou seja, do ministro da Casa Civil Onyx Lorenzoni (DEM-RS), e do ministro de Meio Ambiente Ricardo Salles que chegou atuar no governo do PSDB em São Paulo na gestão do mafioso Geraldo Alckmin, e que ficou apenas um ano na secretaria de Meio Ambiente após enfrentar desgastes com ambientalistas e virar réu por improbidade administrativa, após investigações realizadas pelo Ministério Público.

 

O que se tem que haver no Brasil é de fato uma ação mais forte contundente em termos de transparência e respeito ao erário público - dinheiro que é do povo deste país e que este mesmo povo carece de investimentos em áreas essenciais: Saúde; Educação, Cultura e Esportes; Segurança Pública; geração de Emprego e Renda; Habitação; Meio Ambiente; Saneamento Básico; Agricultura e as tão necessárias e profundas urgentes reformas; Previdência; Lei Penal; Reforma Agrária e reforma Política e Jurídica além da Tributária e Fiscal.

 

Se até hoje o Brasil não teve nestes últimos pelos menos 40 anos uma ampla reforma é porque a máfia e a gama de corruptos sequer a praticaram diante daquilo que mudaria por vez os espaços para que a máfia e as quadrilhas se mantivessem no poder praticando as mazelas com que se perpetuaram até na atualidade neste país.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2019 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar