Domingo, 29 de Março de 2020
Dia Internacional da Mulher - Coragem e determinação são marcas do empreendedorismo feminino
Coragem e determinação são marcas do empreendedorismo feminino
07/03/2020 | 19:52
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

O Brasil tem a sétima maior proporção de mulheres entre os empreendimentos com menos de 42 meses de existência, em comparação com outros 49 países. Atrás de Madagáscar, Panamá, Indonésia, Angola, Catar e Tailândia, conforme levantamento do Sebrae Nacional, divulgado em 2019.

 

As mulheres respondem por 34% dos 27,4 milhões de donos de negócio existente no Brasil. O perfil do empreendedorismo feminino brasileiro corresponde a mulheres mais jovens do que os homens (43,8 anos contra 45,3 anos no caso dos homens); com maior escolaridade (16%) na comparação do gênero; chefes de domicílio (45%); que se dedicam apenas a um trabalho (96%); estão há dois anos ou mais na ocupação atual (75%) e com poucos sócios (o número médio de sócios é 0,58).

 

“A população brasileira é empreendedora. O que precisamos é disponibilizar ferramentas para o desenvolvimento desses negócios. Empreender não é a opção mais fácil, mas é a decisão que melhora a qualidade de vida e, consequentemente, contribui para o desenvolvimento territorial”, analisou o gerente regional do Sebrae/SC no oeste, Enio Albérto Parmeggiani.

 

No empreendedorismo feminino ainda há barreiras a serem rompidas, a exemplo da remuneração, pois as mulheres ganham menos do que os homens (22%); na baixa proporção de mulheres empregadoras (13%) e taxas de juros diferenciadas para os gêneros, mesmo com a inadimplência das mulheres sendo a mais baixa. No Brasil, quase metade dos microempreendedores individuais (MEIs) são mulheres, o que corresponde a 48% que se destacam, principalmente, nas atividades de beleza, moda e alimentação.

 

CASES

Leila Cristina Bagnara atua como personal organizer há dois anos, especificamente para organização residencial: closets, armários, cozinha, lavanderia, escritório, documentos e no planejamento de pré e pós-mudança. Segundo Leila, o trabalho é realizado a partir de uma visita técnica na residência do cliente para avaliar a pessoa, conhecer a rotina e o ambiente que será organizado. Com esses dados é possível identificar os problemas e apresentar soluções que promovam bem-estar, otimizem o tempo e o espaço para toda a família.

 

“Decidi empreender para não ter uma rotina engessada com horários fixos, mesmo sabendo que trabalharia mais do que em uma função contratada pelo regime da CLT. Contudo, além dessa flexibilização e de ser responsável pela minha agenda, consigo cuidar da minha casa e da minha filha. Assim, me sinto realizada profissionalmente e feliz em ajudar as pessoas, pois a organização sempre esteve presente em minha vida”, relatou Leila.

 

Para auxiliar no processo de consolidação de sua empresa, Leila_Organiza, a empreendedora contou com a contribuição do Programa Agentes Locais de Inovação (ALI) do Sebrae. “A metodologia do programa e as pesquisas são fantásticas. Tenho certeza que muitas pessoas, assim como eu, durante o processo se deram conta que não tinham conhecimento específico do cliente, das dores e do que ele espera do produto. Então, a iniciativa me proporcionou a compreensão do que eles precisam, o que entendem como organização e suas maiores dificuldades no cotidiano. Todo esse processo é uma experiência incrível, pois conseguirei atender meus clientes de maneira mais personalizada e com um olhar diferente para seus anseios”, enalteceu.

 

Pelo desejo de empreender, a sócia-proprietária da Macaco Prego, Andrea Gallon, estava atenta as novas possibilidades, tendências de negócios e ideias inovadores que remetessem a alegria de viver. Em agosto de 2019, surgiu a oportunidade de Andrea e sua sócia Iara Gallon integrarem um grupo de lojistas em um empreendimento multisegmentado. Assim surgiu a loja que atua no segmento de acessórios infantis e também de fantasias e a linha de pelúcias. “Somos apaixonados por crianças, então, acabamos unindo o útil (oportunidade) ao agradável (trabalhar com o universo infantil)”, comentou.

 

Segundo Andrea, a empresa nasceu de um sonho e tem o Sebrae como um suporte necessário para se consolidar no mercado de forma competitiva, sustentável e rentável. “Com o apoio do Sebrae nossos passos serão trilhados em caminhos sólidos, pois empreender com esse apoio nos instrumentaliza frente às mudanças do mercado”, analisou.

 

Colaboração: Marcos A. Bedin.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2020 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar