Segunda-Feira, 01 de Junho de 2020
Covid-19 faz surgir monstruosidade onde ironia de Bolsonaro e de Regina Duarte demonstram desrespeito à mais de 11 mil vítimas da doença
Covid-19 faz surgir monstruosidade onde Bolsonaro e Regina Duarte demonstram ironia à pandemia que já matou mais de 11 mil pessoas no país
10/05/2020 | 21:21
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Um papel ridículo, irresponsável ao tratar com ironia e desrespeito a morte de mais de 11.000 mil pessoas pela Covid-19 no Brasil. As recentes declarações tanto do presidente da República Jair Bolsonaro quanto da atriz e agora secretária da Cultura no governo Bolsonaro, Regina Duarte em que ambos, manifestaram de forma desrespeitosa e menosprezável a pandemia da Covid-19 que já provocou a morte de mais de 11.000 mil vítimas desta terrível doença que atinge mais de 136.000 mil infectados pela Covid-19 somente no Brasil. Estes números que são tidos como oficiais por parte do governo federal, poderá ser pelo menos oito vezes maior , segundo preconiza a OMS - o que representa hoje mais de 1.000.000 milhão de pessoas infectadas pela Covid-19 no Brasil e onde o número de mortos podem ultrapassar 80.000 vítimas fatais pela Covid-19 somente neste país.

 

As subnotificações e não realização de testes da Covid-19 à toda a população evidencia e deixa margem para que haja número significativo, infelizmente de maior número de vítimas pela Covid-19 no Brasil. Bolsonaro chamou o coronavírus Covid-19 de " gripezinha " e mais recentemente chama a pandemia da Covid-19 de " neurose ". E a atriz e secretária especial da Cultura Regina Duarte, que provavelmente deve estar se imaginado estar num palco de teatro citou situações paralelas e de comparação ao casos de muitas mortes como no período de Hitler e Stalin - dois dos maiores genocidas.

 

De imediato, a reação de repúdio na área cultural brasileira, foi abrangente e um manifesto de repúdio contra Regina Duarte atingiu mais de 500 assinaturas de grandes nomes da cultura deste país. No Brasil são mais de 170.000 mil infectados e mais de 11.000 mil mortes e no mundo um total de mais de 4 milhões de infectados e onde já foram ao óbito mais de 271 mil pessoas. Em uma semana o crescimento foi de 15% de mortes, segundo a OMS. A pandemia está concentrada, sobretudo, na Europa e nas Américas.

 

Colapso na maioria dos estados do Brasil diante a Covid-19

O colapso nos hospitais de São Paulo; Rio de Janeiro; Pará; Maranhão; Ceará; Pernambuco; Bahia; Maranhão; Acre; Amazonas; Minas Geras; Mato Grosso; Distrito Federal; Amapá; Roraima; dentre outros estados onde se aproxima a possibilidade de um colapso na rede pública hospitalar; coloca o Brasil na eminente possibilidade de estar ao nível de pandemia desta Covid-19 comparado somente a países como da Itália; Espanha; Reino Unido e Estados Unidos. E pior: infelizmente as estimativas na Saúde no Brasil diante desta pandemia onde o pico desta doença ainda não foi alcançado como estimam diversos especialistas e próprios governos estaduais; o agravamento desta pandemia ainda está por surgir.

Segundo um dos especialistas em epidemiologia da USP - Universidade de São Paulo; se não houver tomada de medidas mais rigorosas contra a transmissão da Covid-19; o número de infectados pela Covid-19 poderá alcançar mais de 400.000 mil pessoas com a Covid-19 e número de mortes poderá superar 40 mil nas próximas pelo menos três semanas.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2020 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar