Quinta-feira, 29 de Outubro de 2020
PF e MPF desmonta máfia no Piauí. Governador e deputada federal, ambos do PT foram alvos de buscas e apreensões. Desvios podem alcançar cerca de R$ 200 milhões na Educação
PF e MPF desmontam máfia no Piauí. Governador e esposa deputada federal foram alvos de buscas e apreensões. Desvios podem chegar a cerca de R$ 200 milhões na Educação
28/07/2020 | 0:06
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

A Polícia Federal (PF) e o Ministério Público Federal (MPF), sob autorização da ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Rosa Weber, deflagaram na manhã de segunda-feira (27), a terceira fase da Operação Topique que investiga desvios de cerca de R$ 200 milhões na área da Educação no Piauí.

 

Foram alvos desta operação da PF e do MPF o governador do Piauí Wellington Dias e a esposa dele deputada federal Rejane Dias, ambos do PT; além de outras pessoas incluindo irmão da deputada federal Rejane Dias. A deputada foi secretária de Estado da Educação no Piauí.

 

operação da PF e do MPF atingiu buscas e apreensões em vários endereços tanto do governador Wellington Dias (PT), quanto da esposa dele deputada federal Rejane Dias (PT), incluindo no gabinete número 624 ocupado pela deputada na Câmara Federal, bem como buscas e apreensões no palácio do governo do Piauí e também na Secretaria de Estado da Educação do Piauí (SEDUC). Outros 39 locais também foram alvos desta operação Topique, incluindo endereços ligados a irmãos da deputada federal Rejane Dias (PT).

 

A quadrilha de mafiosos do Piauí é investigada pela PF e MPF por desvios, segundo as investigações desta Operação em cerca de R$ 200 milhões e somente nos anos de 2015 e 2016 foram desviados dos cofres públicos - verbas do FUNDEB ( Fundo de Manutenção do Desenvolvimento da Educação ), mais de R$ 50 milhões de recursos da Educação, segundo a PF à Imprensa. A precariedade do transporte escolar dentre outras série de irregularidades na área da Educação como superfaturamento; estão dentre as inúmeras irregularidades apontadas durante estas investigações da Polícia Federal (PF) e do Ministério Público Federal (MPF).

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2020 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar