Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017
Mário Motta terá merecida homenagem
Encontro da Imprensa de Santa Catarina, em Chapecó (SC); contará com homenagem ao Comunicador Mário Motta
17/06/2016 | 8:32
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Um dos maiores nomes da televisão barriga-verde, com 50 anos de atividades profissionais na comunicação brasileira, dos quais, 30 anos apresentando ininterruptamente o Jornal do Almoço da RBS TV, o Jornalista Mário Motta será homenageado no 9o Encontro da Imprensa Catarinense em Chapecó programado para o dia 06 de agosto, na sede social da CDL, no horário das 11 às 18 horas.

 

O encontro deverá reunir 500 profissionais em Chapecó (SC). Esse evento reunirá 500 profissionais de todas as regiões do Estado (jornalistas, radialistas, radiodifusores, publicitários, relações públicas, docentes, mídias etc.) e terá, como destaque, a homenagem a grandes nomes da comunicação barriga-verde pelo critério de distinção nos 50 anos de atividade.

 

A programação também prevê homenagens institucionais da ACI, almoço de confraternização, sorteio de brindes e show musical. O 9º Encontro da Imprensa Catarinense é organizado pela Associação Catarinense de Imprensa (ACI) e MB Comunicação Empresarial/Organizacional com apoio da Câmara de Dirigentes Lojistas de Chapecó, com coordenação geral do diretor regional Marcos Antonio Bedin e supervisão do presidente Ademir Arnon.

 

As empresas de comunicação, as Universidades, os Sindicatos e Associações classistas já podem indicar nomes de profissionais com 50 anos de atividade, enviando minicurrículo para o e-mail mb@mbcomunicacao.com.br Mário Motta ou Mário Pinto da Motta Júnior tem uma história impressionante que mistura educação e comunicação.

 

É natural de Santo André (SP), onde nasceu em 25 de março de 1952, filho da dupla caipira Motinha e Nhá Fia (Mário e Nair), que apresentava um programa de auditório na Rádio Bandeirantes de São Paulo quando ele nasceu, na Serra da Mantiqueira. Portanto, Mário Motta já nasceu ligado ao meio rádio. Na mesma época, seus pais mantinham um Circo-Teatro montado na periferia de São Paulo. Por questões de saúde do filho, Motinha e Nhã Fia pediram demissão na Bandeirantes e seguiram pelo interior paulista com o Circo de sua propriedade. Assim, Mário Motta passou a infância e a pré-adolescência viajando com o circo-teatro, Em 1959 foi convidado a participar de um filme nacional denominado Maria 38, dirigido por Watson Macedo, contracenando com Eliana Macedo, Jonh Herbert, Augusto Cesar Vanucci, Zilka Salaberry entre outros astros que vieram fazer a Tv, o teatro e o cinema nacional. Em 1965 seus pais resolveram fixar residência em Tupã, centro-oeste paulista, para que Marinho e seu irmão Gilberto pudessem concluir os estudos. Mário chegou a fazer 18 transferências de escola por ano durante a permanência com o Circo.

 

Como hobby, seu pai Motinha voltou a apresentar um programa noturno nas emissoras locais (Rádios Clube e Piratininga). Acompanhando o pai, Mário iniciou a carreira como locutor da rádio Piratininga em 1966, até concluir os estudos como Bacharel em Educação Física , em 1973. Posteriormente, especializou-se em cinco modalidades esportivas – basquete, vôlei, atletismo, natação, ginástica artística e futebol – aproveitando esses conhecimentos na área esportiva radiofônica. Depois disso, Mário sempre trabalhou paralelamente com Educação e Comunicação.

 

Em 1975, resolveu buscar novas oportunidades profissionais e veio para Lages (SC), trabalhar como professor de Educação , sendo o primeiro licenciado na disciplina naquela região. Ao mesmo tempo, integrou as equipes esportivas das rádios Princesa e Clube de Lages, além do jornal Correio Lageano como colunista. Em 1977 voltou à São Paulo (mais exatamente à Santo André onde moravam seus pais na época) atendendo a uma convocação de efetividade no Magistério Público Estadual que ele conquistara num Concurso. Simultaneamente, militou na Rádio Emissora ABC de Santo André até retornar à Tupã em 1978 para dirigir a emissora em que havia iniciado, a Rádio Piratininga, permanecendo até 1980.

 

Sua volta à Lages em 1980 aconteceu novamente pelas duas áreas em que sempre atuou. Prestaram concurso - ele e a esposa também professora de educação física - no Magistério Público de Santa Catarina e foram aprovados, e Mário foi convidado a integrar novamente a equipe da Rádio Clube e agora também da TV Planalto de Lages, onde permaneceu até 1986.

 

Em 1986, foi convidado a mudar-se para a capital onde assumiu a chefia do Serviço Pedagógico da Educação Física da Secretaria de Estado da Educação e do Desporto de Santa Catarina, em Florianópolis. Paralelamente , coordenou o jornalismo da sucursal da TV Planalto, na capital catarinense até maio, quando foi convidado a assumir a apresentação do Jornal do Almoço na RBS TV, posto que mantém até os dias de hoje.

 

Em 1996 foi convidado a assumir a ancoragem da Rádio CBN Diário, emissora all news, sucedânea da Rádio Diário da Manhã também montada pela RBS e em 2006 iniciou uma coluna no Jornal HORA DE SC (igualmente do Grupo RBS), trabalhos que mantêm até hoje. Completou em 2016 trinta anos como âncora do Jornal do Almoço na RBS TV, 20 anos como âncora do Notícia na Manhã da Rádio CBN Diário e 10 anos como colunista do jornal HORA DE SC. É casado há 40 anos com Glória Lúcia Caetano Corrêa Neto, pai de um casal (Mario Aleixo 36 e Maria Carolina 34 anos, ambos pós-graduados em Turismo e Hotelaria). É Cidadão Honorário dos municípios de Lages, Palhoça e Florianópolis e do Estado de Santa Catarina.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2017 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar