Sábado, 17 de Novembro de 2018
Time de Futsal Feminino Leoas da Serra, de Lages (SC), conquista a Libertadores da América
A decisão contra o Sport Colonial, do Paraguai, terminou em 4 a 0 para o time de Lages (SC), Campeã da Libertadores da América
15/10/2018 | 23:06
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Às vésperas de completar 252 anos, Lages (SC), através das heroínas do time de futsal Leoas da Serra, conquista a Taça Libertadores da América na modalidade do Futsal Feminino. Foi durante jogo decisivo contra a equipe do Sport Colonial, do Paraguai. Jogo disputado no domingo (14), em Assunción, Paraguai. As personagens não usam armas, como os farrapos na Revolução Farroupilha.

 

Mas assim como os bois de botas e os lanceiros negros, elas lutaram por um sonho e um ideal. Sofreram e choraram com dores no corpo, a distância de casa e enfrentaram a força de adversárias que tinham o mesmo objetivo. A batalha foi dura. Mas se superaram. E agora podem estufar o peito, se encher de orgulho e soltar o grito. Elas venceram a guerra e conquistaram a América!

 

Não existe na história de Lages (SC), uma façanha tão gigante como a protagonizada pelas Leoas da Serra. Depois de uma campanha irretocável, com cinco vitórias em cinco jogos, 100% de aproveitamento, 48 gols marcados, apenas três sofridos e uma goleada em plena semifinal contra ninguém menos que o San Lorenzo da Argentina, time do Papa Francisco, a equipe lageana conquistou a Taça Libertadores da América de Futsal Feminino na tarde deste domingo, dia 14.

 

A decisão contra o Sport Colonial, do Paraguai, terminou em 4 a 0 para o time brasileiro. Os gols foram marcados por Tampa, Diana, Getúlio (contra) e Mayara. O jogo foi tenso. Afinal, a equipe paraguaia não chegou à final à toa. O time é composto por brasileiras da maior rival das Leoas, a Female, de Chapecó, e também por uma velha conhecida, Getúlio, que já defendeu a camisa do grupo lageano.

 

Na decisão do terceiro lugar, entre San Lorenzo da Argentina e Lyon da Colômbia, melhor para as argentinas, que venceram as colombianas nos pênaltis e conquistaram a medalha de bronze.

 

Na final, a maioria da torcida no ginásio do Comitê Olímpico do Paraguai, na capital Assunção, obviamente era para o time da casa. Mas as Leoas, da presidente Gi Morena, do técnico Esquerda, das muralhas Bia e Juba defendendo tudo no gol e sob a batuta das maestrinas Diana, Greice e Amandinha, eleita a melhor do mundo por quatro anos consecutivos, deram mais um show e levantaram a taça.

 

A artilheira de Lages foi Diana, com 10 gols. "Como lageana de nascimento, me sinto muito orgulhosa em poder proporcionar uma conquista tão importante para a nossa cidade", diz Amanda. "Foi muito importante todo o apoio que recebemos da cidade, dos parceiros, da imprensa e apoiadores como a Prefeitura de Lages, que transmitiu os jogos pelo Facebook", comenta a presidente Gi Morena.

 

A volta para o Brasil

Depois da conquista, o time voltou para o hotel. E nesta segunda-feira, dia 15, às 14h30min, embarca no Aeroporto Internacional Silvio Pettirossi, na cidade de Luque, região metropolitana de Assunção. Com uma conexão em Guarulhos (SP), o desembarque em Florianópolis está previsto para 22h. E na bagagem, além de orgulho e sorrisos, a taça que simboliza um novo, feliz e vencedor capítulo na história de Lages. O primeiro compromisso das Leoas da Serra após a Libertadores será na quinta-feira, dia 25, às 20h, no Ginásio Jones Minosso, em Lages, pela Liga Catarinense. E será logo contra a maior rival, a Female, de Chapecó.

 

Projeto social que conquista a América em menos de quatro anos

A Associação Leoas da Serra foi fundada em fevereiro de 2015 com o intuito de unir esporte feminino de alto rendimento e a inclusão social de meninas. A partir de uma experiência bem sucedida dentro do Inter de Lages, com o Inter de Lages Futsal Feminino, que funcionou nos anos de 2013 e 2014, as Leoas da Serra adotaram o futsal como a primeira modalidade.

 

No primeiro ano de funcionamento, a escolinha gratuita, chamada de Escola de Leoas, passou de 100 meninas frequentando as aulas. Já nas quadras, o destaque foi nos Joguinhos Abertos, com o quarto lugar, e nos Jogos Abertos, com a medalha de prata. Foi também em 2015 que uma Leoa da Serra foi convocada pela primeira vez para uma seleção brasileira: Maria Jhúlia, a Majhú, integrou a seleção brasileira sub 17 de futebol de campo no torneio internacional de São Paulo. Os dois anos seguintes foram marcados pelo crescimento dos trabalhos da associação até o ponto de se tornar referência nacional.

 

Mais de 400 meninas passaram a frequentar as escolinhas, e em 2016, veio o primeiro título: campeã catarinense sub 20 de futsal feminino. Em 2017, os títulos se acumularam: campeã da Copa do Brasil, dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) e da Taça Brasil Sub 20. E em 2018 as Leoas já conquistaram cinco títulos: Copa Sul Brasileira, Supercopa de Futsal, Jogos Universitários Catarinenses (Jucs) representando a Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac), bicampeonato dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) e Taça Libertadores da América.

 

Campanha das Leoas da Serra na Libertadores:

Primeira rodada: Leoas da Serra 14 x 1 Aquiles Nazoa (Venezuela)

Segunda rodada: Leoas da Serra 7 x 0 Atlantes (Bolívia)

Terceira rodada: Leoas da Serra 13 x 0 Palestino (Chile)

Quarta rodada: Leoas da Serra 3 x 1 Lyon (Colômbia)

Semifinal: Leoas da Serra 8 x 1 San Lorenzo (Argentina)

Final: Leoas da Serra 4 x 0 Sport Colonial (Paraguai) (neste jogo foi marcado um gol contra (Getúlio) a favor do time de Lages)

Gols da equipe lageana na competição:

Diana: 10

Amandinha: 6

Giy: 6

Greice: 5

Amanda: 4

Thais: 4

Jhennif: 4

Tampa:4

Pelé: 3

Mayara: 2

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2018 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar