Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Operação Black Out na Celesc leva 6 à prisão
Operação Black Out levou 6 pessoas à prisão. Fraudes em licitações e pagamentos de propinas foram investigadas pela Polícia Civil
10/07/2016 | 20:33
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Uma operação em conjunto da Polícia Civil; Divisões de Crimes Contra o Patrimônio Público (DCCPP); Defraudações (DD) e Lavagem de Dinheiro (LAB/LD); levou seis pessoas à prisão por supostos crimes de fraudes em licitações na Celesc - Centrais Elétricas do Estado de Santa Catarina. Foi durante a última sexta-feira,08, quando nesta operação investigatória levou á prisão seis pessoas , sendo que dois deles são funcionários da Celesc; outras duas ligadas a empresas envolvidas neste caso e outras duas presas temporariamente e que já foram liberadas pela Polícia após prestarem depoimentos na delegacia.
A Polícia Civil não divulgou o nome dos presos nesta operação denominada Black Out. As fraudes ocorreram no ano de 2010. As propinas oscilavam entre 5 a 10% do valor dos contratos para que as empresas fossem escolhidas como vencedoras das licitações na Celesc. Os contratos neste período atingiram cerca de R$ 645 mil. Os envolvidos neste caso de corrupção vão responder processo na Justiça por fraudes licitatórias; peculato; uso de documento falso e associação criminosa. Um outro caso emblemático envolvendo a Celesc é o do contrato que envolve a empresa Monreal e que já tramita no judiciário e que ainda aguarda desfecho final. O caso envolve cerca de R$ 51 milhões, mas pode ser bem maior a quantia de recursos investigados neste caso da Monreal com a Celesc.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2017 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar