Sábado, 24 de Junho de 2017
Brasil nas mãos da máfia que comanda crimes contra o povo
Delações na Lava Jato mostram como a máfia dentro e fora do governo federal atua em prejuízos para milhões de brasileiros
19/05/2017 | 21:27
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

A quebra de sigilo das delações premiadas em escalada sucessivas por parte de mafiosos, corruptos e ladrões de centenas de bilhões dos cofres públicos do Brasil; mostram claramente como agem para obterem enriquecimentos rápidos, fulminantes. É com este tipo conluio super organizado que vai desde a compra de políticos como diversos agentes públicos; vereadores; prefeitos; deputados; governadores; ministros; passando até por juízes e procuradores como insinuou o empresário dono da JBS em gravação que chegou recente ao Supremo Tribunal Federal; Polícia Federal e Procuradoria Geral da União.

 

O Brasil, descancara através deste exemplo perverso, vergonhoso; criminoso praticado por centenas de agentes políticos e do setor privado como aos casos mais destacados destes mafiosos, vejamos: caso do ex-bilionário Eike Batista (preso pela Polícia Federal ) e com agora prisão domiciliar utilizando tornozeleira eletrônica e vigiado permanentemente pela Polícia Federal; além deste outro caso surge o da JBS - maior empresa do mundo em produção de proteínas e com um conglomerado que vai desde setor bancário, passando pelo setor de celulose; agronegócio; comunicações; alimentícios e outros que abrangem dezenas de países.

 

O salto bilionário da JBS deu-se nos governos Lula e Dilma (PT) onde a JBS aumentou em 14 vezes o faturamento e graças boa parte à ajuda de governos para atender ao apetite do grupo. O BNDES chegou a liberar R$ 8,3 bilhões, por meio de compra de ações e outros R$ 2 bilhões em crédito. Operações estas suspeitas diante a situação precária financeira na época em que enfrentava a JBS. Foi nesta fase em diante que aumentaram de forma avassaladora a ajuda financeira da JBS para campanas políticas - maior parte em forma de caixa 2. Somente na campanha de 2014 cerca de 1.890 políticos em todo o país, receberam ajuda financeira da JBS. O governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD), foi um deles que recebera generoso apoio financeiro da JBS para a campanha política.

 

Máfia age de forma insana e provoca grave crise. Milhões de cidadãos pagam a conta

Não há limites para as ações da máfia e no Brasil está bem claro esta proporção insana, faminta de obtenção de recursos públicos - bilhões que são arrecadados por contribuinte de todo o país e que vai parar grande parte destes recursos nas mãos, nas contas bancárias tanto no Brasil quanto no Exterior para atender aos desejos de grupos e indivíduos corruptos como mostra desde os mais recentes escândalos: Mensalão-ação civil 470 e agora a Lava Jato. E quem é maior prejudicado diante destes crimes é a maioria da população que vive no Brasil. O desemprego chega acima de 25 milhões de pessoas. A inflação é alta.

 

A corrupção continua mesmo diante do trabalho da Lava Jato que tenta estancar este assalto aos cofres públicos. A máfia continua leal e unida com sustentação de base aliada política governamental federal e estaduais pelo país afora. Se o Brasil chegou aonde está com esta profunda crise, tem responsáveis sim: maioria de políticos inescrupulosos que formam a base aliada de apoio a governos mafiosos e corruptos. A quietude partidárias demonstram claramente isto. Estagnadas, optam por não confrontar com o comando maior e central político nacional e até estaduais. Ficam reféns de suportes de apoio estratégicos como indicações a cargos públicos; em conselhos de estatais e por aí vai.

 

O exemplo típico desta clara intenção de estar obtendo vantagens foi citado na delação do empresário da JBS, quando cita o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega que seria o principal líder de obter os recursos financeiros de doações da JBS para o caixa do PT. Caixa que assim como do PT havia também em vários outros partidos como do PSDB e PMDB;PP, dentre outras siglas partidárias. Indicações dentro de importantes conselhos administrativos como junto ao CADE e de tantos outros conselhos principalmente da esfera federal de onde saem importantes decisões que afetam e prejudicam diretamente a vida de toda a população brasileira, mas que preferencialmente beneficia diretamente a máfia.

 

O Banco Original de onde o atual ministro da Fazenda Henrique Meirelles foi presidente, pertence ao grupo JBS, de Weslei e Joesley Batista. É diante destes exemplos mafiosos no Brasil que o que deveria ocorrer acaba não ocorrendo de fato para mudar esta situação social e econômica do país. Pelo menos, por enquanto. Sem haver plena faxina desde a base junto aos municípios em todo o país, sem haver faxina completa nos estados e na esfera federal; o Brasil caminha devagar para que a população tenha melhores dias nas áreas da Saúde; Educação; Segurança Pública; Emprego e Renda; Cultura; Esporte e Lazer; Habitação e melhor qualidade de vida.

 

É necessário para tanto; haver por parte do eleitorado brasileiro; uma completa mudança de visão quanto na escolha de seu representante político, seja municipal, estadual e federal. Evitar reeleger político mafioso e que esteja aliado de mafiosos já é um grande e importante passo, porém, é preciso muito mais do que isto. Ou seja, cobrar implantação de novas leis mais rígidas contra corruptos, contra prática de crimes abusivos como corrupção; assaltos e latrocínios, crimes fiscais volumosos; crimes administrativos como fraudes em licitações públicas e superfaturamento em obras, serviços e consultorias. Manter corruptos presos por mais anos seria um grande avanço ao país. E reformas profundas e justas no âmbito da Previdência; Fiscal e Tributária; Jurídica e Política são necessárias, mas com a primazia de participação popular na construção destas novas decisões que atendam aos interesses da grande maioria da sociedade brasileira.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2017 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar