Segunda-Feira, 11 de Dezembro de 2017
JBS vai enfrentar justiça dos Estados Unidos
Irmãos Joesley e Wesley Batista vão enfrentar justiça dos Estados Unidos. Velho ditado:
05/06/2017 | 2:07
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

A justiça dos Estados Unidos onde o rigor é bem maior do que a Justiça do Brasil; deverá ouvir brevemente os donos da empresa JBS Joesley Batista e Wesley Batista. Acionistas americanos de empresas ligadas aos donos da JBS e que estão tendo enormes prejuízos financeiros após o estouro do escândalo diante da delação premiada do empresário Joesley Batista à Justiça no Brasil; deverão serem ouvidos em breve pela Justiça americana dos Estados Unidos. A cada dia surgem novos fatos reveladores e um deles trata-se de conta bancária na Suíça com suspeitas de servir para abrigar lavagem de dinheiro envolvendo a JBS com o Partido dos Trabalhadores e que está sendo investigada por autoridades brasileiras, americanas e da Suíça. A Justiça brasileira bloqueou recentemente R$ 800 milhões na conta de Joesley Batista.

 

Também a JBS deverá devolver aos cofres públicos do Brasil mais de R$ 11 bilhões diante do acordo de leniência da JBS. Mais ainda: o acordo feito entre a JBS e o Ministério Público Federal (MPF), liberando os irmãos Joesley Batista e Wesley Batista para sair do país e ficarem livres da Justiça, poderá estar perto de um revés. Ou seja: ambos poderão serem presos diante da amplitude e gravidade dos crimes praticados como a venda de cerca de US$ 100 milhões em ações ( cerca de RS 329 milhões), na véspera do acordo de delação premiada de Joesley Batista. A Comissão de Valores Mobiliários - CVM investiga o caso. É como um velho ditado popular : " Se correr o boi pega, se ficar a vaca come".


JBS vem fechando vários frigoríficos no Brasil e pode reduzir também nos Estados Unidos

A JBS que recebeu enorme ajuda financeira especialmente do BNDES e que somaram muitos bilhões com suspeitas de pagamentos de milionárias propinas para políticos envolvidos nas investigações da Lava Jato; adquiriu com estas benesses financeiras do BNDES empresas americanas como a Swift; National Beef e a Smithfield Beef and Pilgrim´s Pride. Mas, com a chegada do escândalo envolvendo a JBS e outras empresas do conglomerado pertencente aos irmãos Joesley e Wesley Batista; o rumo da JBS tomou outros caminhos até então nunca antes imaginados pelos empresários donos da JBS.

 

As consequências financeiras de prejuízos para a JBS e grupo começaram com o fechamento de vários frigoríficos especialmente iniciando pelo Brasil. Já em 2016; foram demitidos pela JBS em Rolim de Moura, estado de Rondônia, mais de 360 empregados diante do fechamento do frigorífico naquela cidade. Demissões estas sem a devida negociação com os trabalhadores. O Ministério Público do Trabalho (MPT); condenou a JBS ao pagamento de R$ 38 milhões e 600 mil reais e cujo valor poderá ser repassado para diversas entidades beneficentes; órgãos públicos ou para projetos sociais em Rolim de Moura.

 

Outro frigorífico fechado da JBS foi em Ariquemes também em Rondônia com demissão de 267 trabalhadores. E, para buscar mais recursos financeiros o setor de carnes no Brasil sofreu um aumento de preço bastante considerável nestes último dois meses, sendo que o que se vê por parte do consumo de carnes em alguns pontos de venda, especialmente na região da Grande Florianópolis, é uma queda acentuada na comercialização de produtos do gênero. Isto também traz reflexos econômicos para o setor.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2017 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar