Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017
Quadrilhão do PMDB recebeu quase meio bilhão em propinas usando a Caixa
Quadrilhão mafioso do PMDB usou a Caixa Econômica Federal para instalar esquema de "banco de propina", segundo delator Lucio Funaro
22/09/2017 | 19:23
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Em reportagem exclusiva do Jornal O Globo desta última sexta-feira (22), destaque para a delação do doleiro Lucio Funaro que foi preso pela Polícia Federal na Operação Lava Jato, pelo qual revelou à Justiça Federal que Michel Temer; Eduardo Cunha e Henrique Alves, ambos do PMDB e que integram o chamado "Quadrilhão do PMDB", utilizaram a caixa Econômica Federal- CEF para através das vices -presidências de Pessoa Jurídica e Fundos de Governo receberem mais de R$ 250 milhões em propinas.

 

O esquema criminoso e corrupto, ilícito, portanto utilizado pela máfia usaram estes espaços administrativos dentro da Caixa Econômica Federal- FEC para beneficiarem-se de forma criminosa obtendo vantagens financeiras ilícitas - propinas milionárias. A quadrilha do PMDB quando atuaram dentro da Caixa Econômica Federal -CEF; liberaram cerca de R$ 8 bilhões para empresas em troca de propinas.

 

O esquema criminoso do PMDB na Caixa tinha ainda a atuação do ex-ministro do governo de Dilma e de Michel Temer (PMDB), o corrupto e igualmente mafioso Geddel Quadros Vieira Lima - preso pela Polícia Federal por manter um "bunker" com mais de R$ 51 milhões num apartamento em Salvador (BA). Também foi denunciado por Lucio Funaro neste esquema criminoso na Caixa; Fábio Cleto- indicado pelo mafioso ex-presidente da Câmara Federal e ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB) - que está na carceragem em Curitiba (PR).

 

Lucio Funaro, destacou em delação premiada que a quadrilha do PMDB atuava na Caixa como uma espécie de "banco de propina" para manter as vantagens ilícitas aos criminosos políticos que possuem um bando de aliados corruptos no governo federal envolvidos em denúncias de corrupção e que estão respondendo processos na Justiça.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2017 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar