Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018
Rio de Janeiro vive novamente estado de guerra
Rio de Janeiro convive com violência das mais graves do mundo com tiroteios, mortes e assaltos. Exército vai estar presente no Carnaval do Rio
12/01/2018 | 23:36
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

O Rio de Janeiro (RJ), é desde muitos anos uma das cidades mais violentas do mundo, perdendo apenas para a Cidade do México onde impera a violência entre facções. Na sexta-feira (12), um delegado foi morto por bandidos no Rio de Janeiro e registros de assaltos no centro provocou tumultos e desespero. Uma mulher foi baleada no pé por bandidos. A situação desta violência no Rio de Janeiro onde são descobertos pela Polícia grupos de assaltantes de caminhões carregando produtos valiosos que interessam aos grupos de bandidos que agem de forma organizada utilizando armas como metralhadoras e fuzis para praticarem os assaltos diariamente na região metropolitana do Rio de Janeiro. A situação da segurança pública no Rio de Janeiro onde somente no ano de 2017 foram mortos mais de uma centena de policiais em serviço e em horário de folga do trabalho. Portanto, é gravíssima a situação da falta de segurança pública no Rio de Janeiro (RJ).

 

O efetivo militar e civil faz esforços para conter esta onda de violência, mas é necessário maiores investimentos de apoio e valorização dos profissionais que atuam na área da segurança pública não somente do Rio de Janeiro, porém, em todo o país. Aumentar o efetivo militar também é fundamental, necessário e urgente. O Exército deverá atuar durante o período de Carnaval no Rio de Janeiro (RJ). Em outros estados do país, a situação não difere muito da realidade do Rio de Janeiro.

 

A falta de políticas públicas na área da Educação; Segurança Pública ao longo de décadas por parte da classe política-administrativa levou o Brasil perto do caos em que se encontra nas áreas desde Segurança Pública; Economia com mais de 14 milhões de pessoas desempregadas e na área da Saúde onde centenas de hospitais estão em colapso. Enquanto isto, a roubalheira do dinheiro público persiste na maioria dos municípios do país, estados e no governo federal. É preciso maior rigor da Justiça contra corruptos e mafiosos deste país.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2018 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar