Domingo, 21 de Outubro de 2018
PGR pede volta de José Dirceu (PT) à prisão
Procuradora Geral da República (PGR) Raquel Dodge recorre da decisão do STF que concedeu liberdade ao corrupto e mafioso ex-ministro José Dirceu (PT)
31/07/2018 | 21:48
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

A Procuradora Geral da República (PGR) Raquel Dodge recorreu na segunda-feira (30), da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que através da decisão dos ministros Gilmar Mendes; Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli, que em junho passado mandaram soltar da prisão o mafioso e corrupto ex-ministro José Dirceu (PT).

 

Raquel Dodge (PGR), recorreu da decisão da 2a. Turma do STF que concedera liberdade a José Dirceu (PT) e que vê, segundo ela, vícios no julgamento e na fundamentação do Habeas Corpus. O mafioso e corrupto ex-ministro ligado aos governos de Lula e Dilma (PT), foi condenado pela Justiça Federal a 30 anos de prisão por crimes de corrupção passiva; lavagem de dinheiro e organização criminosa. Decisões de soltura de mafiosos e corruptos no Brasil tem sido uma prática costumaz praticada por decisões recentes de vários ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e que tem intrigado o meio jurídico nacional.

 

Há, inclusive, pedidos de impedimento de atuação por exemplo do ministro do STF Gilmar Mendes que somente neste ano mandou soltar da prisão mais de 20 mafiosos e corruptos que praticaram inúmeros crimes como corrupção passiva e ativa; lavagem de dinheiro; organização criminosa, dentre outros atos ilícitos e que foram investigados, apurados pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal.

 

Isto mostra ao país que algo muito estranho vem ocorrendo seja por supostas influências e pressões externas do Supremo Tribunal Federal (STF), como ameaças que foi u dos casos registrados contra o ministro e relator da Lava Jato Edson Fachin, ou algo além disto que por si só já é extremamente gravíssimo e afronta os direitos democráticos no país e ainda uma possível influência financeira neste emaranhado de trabalhos investigatórios dentro e fora do meio jurídico nacional.

 

Afinal, somente com a Operação Lava Jato e isto sem contar dezenas de outras grandes investigações que levaram muitos grupos de mafiosos à prisão; como da Zelotes; Mensalão; que somadas todas juntas provocaram rombos bilionários nos cofres públicos deste país. A grande maioria do povo brasileiro é o maior prejudicado diante destas roubalheiras bilionárias, pois faltam recursos nas áreas essenciais como da Saúde; Segurança Pública; Educação; geração de Emprego e Renda; dentre outras como da melhoria das infraestruturas viárias, portuárias; aeroviárias e ferroviárias.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2018 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar