Sexta-feira, 06 de Dezembro de 2019
Gilmar Mendes (STF), parece mais preocupado com avanço da Lava Jato do que combate à corrupção e desvios bilionários ?
Gilmar Mendes diz à Globo News que " nós ( STF ), deixamos esse bicho da Lava Jato crescer demais " . E quem roubou bilhões, hei Ministro como fica ?
17/11/2019 | 23:15
Postado por: Destaque Catarina
A- A+
Em recente entrevista exclusiva à Globo News o ministro todo poderoso do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, um dos campeões dentro deste STF em conceder habeas corpus para dezenas de mafiosos; criminosos e ladrões de bilhões dos cofres públicos do país; disse que a culpa de onde foi parar esta dimensão e amplitude das investigações da Lava Jato sobre desmandos, lavagem de dinheiro; caixa dois em campanhas políticas; propinas milionárias; organizações criminosas; dentre outros atos ilícitos praticados por um bando de corruptos e mafiosos deste país; somente ocorreram diante de que " ...nós (STF), deixamos esse bicho da Lava Jato crescer demais (sic ) !.
 
 
Ora vejamos: se as investigações realizadas no âmbito da Operação Lava Jato com profícuo trabalho e dedicação das equipes da Polícia Federal (PF) e do Ministério Público Federal (MPF), além da Procuradoria Geral da República (PGR), chegaram à dimensão ampla mostrando ao povo brasileiro e ao restante de outras nações o quanto se rouba dinheiro público no Brasil - sem haver uma ação enérgica por parte de quem exatamente deveria conter esta roubalheira de dinheiro bilionário.
 
 
Ou seja, omissão patética, deliberada por parte do Supremo Tribunal Federal (STF) e também do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), ou pelo menos por boa parte de seus ministros sempre demonstrando estarem ao lado de quem pratica muitos delitos  graves; favorecendo-os com votos para protelarem julgamentos diante dos crimes praticados contra  maioria do povo brasileiro.
 
 
STF e STJ omissos diante da roubalheira que mafiosos e corruptos praticam no Brasil
 
Omissão estranha que leva a sociedade brasileira a imaginar o quão provavelmente por haver  envolvimento de muitos bandos, quadrilhas e organizações criminosas nestes roubos bilionários dos cofres públicos e que são capazes de tentarem interferir diretamente nas decisões dentro destas instâncias superiores da Justiça brasileira. Pois, levar décadas para decidir, julgar uma ação causadora de prejuízos imensos para milhões de cidadãos brasileiros é no mínimo muito estranho.
 
 
Afinal, concessão de habeas corpus, suspensão de julgamentos; cancelamentos de julgamentos visam livrar mafiosos e corruptos da prisão, o que é no mínimo algo extremamente gravíssimo quando se trata de decisão oriunda da instância maior da Justiça brasileira.
 
 
Se o povo deste país espera por justiça diante a roubalheira bilionária como foram constatadas tanto pela Operação lava Jato; Operação Zelotes; Operação Mensalão; dentre centenas de outras igualmente importantes no combate a corrupção no Brasil; certamente; a depender de decisão do STF ou do STJ poderá o povo brasileiro aguardar por décadas pela tal Justiça. Sem reformas profundas, sem revisão da Lei Penal, sem transparência das instituições públicas e de quem lá esteja representando-as; jamais o Brasil alcançará plena Justiça - social, econômica; administrativa pública; política e jurídica.
 
 
Ao povo brasileiro que atua com dignidade, respeito mútuo; solidário às injustiças sociais; trabalha dignamente, paga tributos e taxas públicas das mais altas do mundo; enfrenta os maiores desafios diante das más condições em áreas da saúde pública; infraestruturas de péssimas rodovias; da falta de saneamento básico; falta de geração de emprego e renda ( são mais de 15 milhões de pessoas desempregadas e outras mais de 25 milhões no sub emprego, se contar mais de 60 milhões de pessoas convivendo em níveis de miserabilidade absoluta); deverão estes milhões de cidadãos acordarem para o óbvio: comecem a rever desde o seu voto; para quem e quais propostas estejam sendo apresentadas ao eleitorado em sua região e com quem este político esteja aliado, quais são seus parceiros partidários, enfim, comece analisar mais amplamente cada passo dado pelos atuais e futuros representantes políticos e comecem também a cobrar com maior rigor respostas aos anseios, às reivindicações prioritárias do povo deste país. E mais: amplie sua participação cotidianamente em análise crítica da realidade, seja ela local, regional ou nacional.
Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2019 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar