Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020
STF determina que PGR reabra inquérito engavetado contra presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM)
STF determina que PGR reabra urgente inquérito engavetado contra presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM)
14/11/2020 | 13:19
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

Chega ser ridículo senão vergonhoso, criminoso como mostra engavetamentos de vários inquéritos e processos contra agentes mafiosos e corruptos do Brasil, como ao que somente agora passados diversos meses engavetados pela Procuradoria- Geral da república PGR), um dos processos investigatórios contra o atual presidente da Câmara Federa, deputado Rodrigo Maia (DEM), do Rio de Janeiro. O pedido de reabertura do processo contra Rodrigo Maia (DEM) e também contra o pai dele, o vereador César Maia (DEM), do Rio de Janeiro, foi à pedido do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin - relator do processo da Lava - Jato.

 

Fachin (STF), determinou na terça-feira (10), que o Procurador- Geral da República PGR), Augusto Aras se manifeste com " urgência " cobre a conclusão de um inquérito contra o presidente da Câmara Federal Rodrigo maia (DEM). O inquérito originou-se após investigações realizadas pela Polícia Federal (PF) e Ministério Público federal (MPF), na Operação Lava -Jato. A PF acusou Rodrigo Maia (DEM-RJ) e o pai dele o vereador César Maia (DEM-J); de corrupção passiva; lavagem de dinheiro e falsidade ideológica eleitoral. O inquérito foi concluído em agosto de 2019. O ministro do STF Edson Fachin deu prazo de quinze dias para que a PGR se manifeste sobre o caso. O inquérito apura repasses financeiros por parte da empreiteira Odebrecht.

 

Engavetamentos de processos contra mafiosos e corruptos na PGR; STF e no STJ deixa suspeição

Este não foi e provavelmente não será o único de muitos processos e inquéritos engavetados sem explicações à sociedade brasileira onde muitos agentes políticos corruptos e mafiosos e que desviaram recursos públicos são favorecidos de forma vergonhosa, inescrupulosa e que mostram que tais atitudes dão sinais de que há algo muito estranho nisto tudo. Seria conluio seria também algo maior que envolvam pagamentos de propinas milionárias como alguns casos já investigados pela Polícia Federal (PF) e pelo Ministério Público Federal (MPF), em que alguns agentes que atuam na esfera do Judiciário deste país; foram beneficiados com entregas de propinas para livrar corruptos de irem parar na prisão, eis a dúvida que fica quando surgem casos semelhantes como a deste engavetamento de inquérito pela PGR (Procuradoria-Geral da República). A ex- procuradora-Geral da República (PGR) Raquel Dodge à época sequer se manifestou sobre este caso ligado ao presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM) do Rio de Janeiro e de César Maia também do DEM do Rio.

 

Até hoje não houve nenhuma manifestação nem de Dodge e nem de Augusto Aras. Daí, o pedido de urgência por parte do ministro do STF Edson Fachin. Recentemente Augusto Aras (PGR), reabriu outro inquérito contra Rodrigo Maia e que diz respeito a denúncias de repasses de propinas pela OAS para Rodrigo Maia (DEM-RJ). Evitar prescrições como a de muitos processos é dar agilidade em relação ao andamento célere e comprometido com a conclusão efetiva e de julgamento justo em todos os casos que demandam a atenção tanto do STF; STJ quanto da PGR e demais órgãos competentes de fiscalização e de Justiça neste país.

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2020 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar