Quarta-Feira, 20 de Outubro de 2021
Tragédia social no Brasil se agrava a cada dia que passa
12/09/2021 | 11:26
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

O Brasil sofre além da tragédia da pandemia da Covid-19 do desemprego; miséria; inflação; corrupção; sofre também além disto; uma tragédia profunda que se arrasta há décadas no país, principalmente em grandes centros urbanos, ou seja, nas capitais brasileiras. Trata-se de centenas de milhares de pessoas vivendo abandonado nas ruas, enfrentando as piores condições de vida diante desde a fome; a falta de oportunidade ao exercício dos direitos de cidadãos como do acesso à moradia digna; alimentação; oportunidades de emprego e renda; acesso à saúde e onde diante o elevado número destas populações em situação de rua; a única coisa que lhes restam é a dependência de assistência social -- quando lhes é ofertado e oportunizado e também da dependência de caridade.

 

O Brasil é um dos países do mundo que mais possui pessoas em situação de rua. Segundo pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada ( Ipea ); o número de pessoas em situação de rua no Brasil cresceu 140% entre 2012 e março de 2020 ), chegando a cerca de 222 mil pessoas. este número diante da pandemia da Covid-19 e dos elevados aumento dos índices de pobreza em todo o Brasil, este número pode ter sido elevado para mais de 250 mil pessoas. É uma situação preocupante e que merece uma atenção prioritária por parte de governantes deste país.

 

Brasil vivencia miséria histórica assim como ocorreu na Europa na véspera da Revolução Industrial

Na Europa, ao longo dos séculos XVII até meados do séculos XX, muitos países europeus enfrentaram enormes dificuldades sociais e econômicas, passando por duas guerras mundiais e cujos efeitos foram logo superados na medida com que havia sendo aplicados políticas públicas competentes. Algo, que ao contrário no Brasil, até hoje sequer vem ocorrendo uma política social e econômica digna de atender aos interesses de toda a coletividade, especialmente das camadas sociais mais fragilizadas diante desemprego; baixos salários; e de falta de políticas públicas estruturais inovadoras e que promovam a justiça social e econômica justa. O Brasil é um dos países que mais sofre a roubalheira do dinheiro público.

 

São centenas de bilhões desviados por organizações criminosas, quadrilhas; corruptos e mafiosos como já demonstradas por inúmeras das investigações realizadas nestas últimas décadas através da Polícia Federal (PF) e do Ministério Público Federal (MPF), além de equipes da GAECO; Polícia Civil; Polícia Ambiental; Receita Federal, Coaf, etc. E o pior é ver que a classe política- administrativa brasileira pouco avança na resoluções dos graves problemas sociais e econômicos do Brasil. Problemas que se arrastam décadas nas áreas da Educação; Emprego e Renda; Segurança Pública; Meio Ambiente; Saúde, Cultura, Habitação e de Saneamento Básico; Infra estruturas viárias, rodoviárias e aeroportuárias; dentre outros graves problemas a serem enfrentados como ao da corrupção e de uma nova legislação capaz de punir severamente quem pratica principalmente crimes hediondos e corrupção neste país.

 

Não se é possível um país em que concessões de habeas corpus sejam praticadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF), para liberar mafiosos e corruptos da cadeia, nem tão pouco uma sociedade como brasileira aceitar também os conchavos e conluios políticos que travam justamente a solução dos graves problemas deste país. A crise brasileira que perpassa na atualidade é fruto do arrasto de crise sobre crise - uma atrás da outra e que acaba mais favorecendo exatamente as estruturas arcaicas já estabelecidas há décadas no Brasil, principalmente na esfera do Executivo; Legislativo e do Judiciário - ambos são responsáveis sim pela crise no Brasil. Comercializar medidas provisórias (MPs); vender decisões judiciais, praticar esquemas de propinodutos, fraudes; lavagem de dinheiro; dentre outros ilícitos como já apontadas em investigações realizadas pela PF e pelo MPF demonstram que o Brasil realmente está literalmente no fundo do poço. Já dizia o grande mestre da pintura Universal, o espanhol Francisco Goya " A Razão vencerá as criaturas bestiais ".

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2021 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar