Sexta-feira, 28 de Janeiro de 2022
Falta d´água em moradias em praias de Palhoça e Bombinhas (SC), provoca indignações
Falta d´água em moradias de praias em Palhoça e Bombinhas (SC), provoca indignações de moradores e turistas
13/01/2022 | 23:13
Postado por: Destaque Catarina
A- A+

As constantes falhas no abastecimento de água em praias de Palhoça (SC), especialmente na Praia de Fora, vem deixando muitos moradores desta região indignados. Em Bombinhas (SC), também ocorre a falta do abastecimento de água para a população há cerca de quatro dias, devido ao rompimento de tubulações na rede de abastecimento de água que atende Bombinhas (SC). Além de moradores que reclamam desta alta do abastecimento de água tanto em Bombinhas quanto em Palhoça (SC); muitos turistas que vieram passar o feriado de Natal e Ano Novo e que pretendiam esticar as férias aproveitando para curtirem as praias de Palhoça e de Bombinhas (SC); acabaram optando por deixar o local e procurar outras praias da região e outros até retornarem às suas cidades de origem.

 

O rodízio no sistema de abastecimento adotado pela empresa Samae, responsável pelos serviços de abastecimento de água à população de Palhoça (SC), bem como, responsável também pelos serviços de saneamento básico neste município da região metropolitana de Florianópolis (SC), não está atendendo plenamente a comunidade desta praia e a alternativa proposta pela Samae foi de orientar moradores da Praia de Fora e de proximidades comunicarem a Samae que disponibilizou caminhões pipas a fim de atender às chamadas junto a Samae.

 

Problema de abastecimento dá água em Palhoça (SC), se arrasta há anos

Desde que o Ministério Público (MP) do Estado de Santa Catarina, iniciou investigações sobre os serviços com o abastecimento de água em Palhoça (SC), isto há cerca de 14 anos atrás, quando a prefeitura de Palhoça (SC), pôs fim ao contrato junto a Casan para que em seguida houvesse início de uma autarquia para operar estes serviços em Palhoça (SC), durante um período inicial entre 2008 e 2013. Bastou para que o Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina 9TCE-SC), detectasse irregularidades neste contrato de serviços por parte da então empresa Saneatec Saneamento e Tecnologia Ltda. O TCE constatou que a empresa operadora destes serviços ao município de Palhoça (SC), teria recebido R$ 10.052.894,34 milhões de reais " por mão de obra não realizada ". A Saneatec foi contratada pela prefeitura de Palhoça (SC), para prestar serviços de operação e manutenção do sistema de abastecimento de água e de coleta de esgoto a partir de 2008, por quatro anos seguidos e com dispensa de licitação.

 

Já, a partir de 2014, a prefeitura de Palhoça (SC), contratou por concorrência pública a mesma empresa a fim de dar continuidade aos serviços no abastecimento de água e de coleta de esgoto em Palhoça (SC). A empresa é ré em ação civil pública por suposto ato de improbidade administrativa ajuizada pela 2a. Promotoria de Justiça da Comarca de Palhoça (SC). E os problemas relacionados a questão de abastecimento de água e de coleta de esgoto em Palhoça (SC), continuaram até estourar o escândalo maior denominado " Águas de Palhoça ", em que resultou numa ação da equipe do Gaeco e do MPSC levando algumas pessoas à prisão ( e que após acabaram sendo liberados ), para responderem `em liberdade à Justiça de Santa Catarina por supostas irregularidades. Um contrato de Prestação de Serviços número 097/2014, com pregão presencial número 251/ 2013 entre prefeitura municipal de Palhoça (SC) e a empresa autarquia denominada Samae- Serviços Autônomo Municipal de Água, esgoto de Palhoça ( Fundação ), com valor total do contrato número 097/2014, conforme requisição de compras, encaminhado pela Samae e Fundação Municipal de Meio Ambiente, cujo valor inicial de três meses no valor de R$ 2,52 milhões divididos em três parcelas de R$ 840,000,00 mil reais. Tratou-se de " contratos emergenciais ", e cujos contratos não foram considerados como alternativa adequada por muitos que acompanham esse trabalho no setor em Palhoça (SC).

 

E logo em seguida, a CONASA ( Companhia Nacional de Saneamento ), com sede em Londrina (PR) e que é responsável pela empresa que atende este setor de abastecimento de água e de coleta de esgoto em Itapema (SC), dentre outras cidades na região Sul do país, assumiu a autarquia da Samae em Palhoça (SC). O histórico de imensas reclamações tanto em Itapema quanto em Palhoça por parte de moradores e contribuintes que pagam por estes serviços de abastecimento de água e de coleta de esgoto; por si só já mostram o grau de gravidade e a problemática que ainda persiste relacionado à ineficiência destes serviços públicos em Itapema e em Palhoça (SC).

Comentários (0)
Seja o primeiro a comentar.
© 2010 - 2022 Jornal Destaque Catarina. Todos os direitos reservados
Encaminhe esta notícia
Seu nome
Seu e-mail
E-mail remetente
Comentário
Caracteres restantes

Enviar notícia
Reportar abuso
Seu nome
Seu e-mail
Seu telefone
Comentário
Caracteres restantes

Reportar abuso
Faça seu login!
Login
Senha
Permanecer conectado
Conectar